quinta-feira, 18 de maio de 2017

Corinthians deve ter time de vôlei para a próxima temporada

Alvinegro tentará (e deve conseguir) a vaga na elite da Superliga na Taça de Ouro, no início da próxima temporada.

A Superliga acabou, logo começará mais uma temporada da Liga Mundial, a qual o Brasil é o maior vencedor, com 9 títulos, mas não vence desde o ano de 2010.


Ginásio do Parque São Jorge recebe as competições
de futsal do Corinthians, atual campeão paulista
e brasileiro da modalidade
Enquanto isso, os times de movem para a próxima temporada. Com o anúncio da Taça de Ouro sendo o campeonato que dará a décima segunda e última vaga para a Superliga 2017/2018, substituindo o Torneio Seletivo, as equipes se movem para garantir a posição entre os doze times da divisão principal, que acontecerá em agosto provavelmente.

Entre os times, o São Bernardo deverá fazer uma parceria com o Corinthians e praticamente deixar nas mãos do time da massa alvinegra o projeto. Está tudo certo, e há informações que a apresentação será na próxima terça-feira.

Patrocinado pela rede de supermercados Nagumo, o time terá sede em Guarulhos, cuja prefeitura cederá dois ginásios reformados para jogos e treinamentos. Alguns jogos devem ser feitos no Caldeirão do Parque São Jorge, sede social do clube.

O Corinthians tem dois idealizadores no seu time de vôlei: Alexandre Stanzioni, treinador vice-campeão da Superliga 2015/2016 pelo Brasil Kirin e Serginho, líbero que dispensa apresentações, cujo sonho é disputar uma competição com a camisa do seu time do coração.

Além deles, outros três jogadores estão acertados. Do Sesi-SP, time que Serginho defendeu até essa temporada, vem o levantador Rafa e o central Sidão. O primeiro traz uma segurança na posição principal da equipe; o outro vem sofrendo muito com lesões, mas caso se recupere (auxiliado pela fisiologia do clube alvinegro), pode ser muito importante para o time alvinegro. O outro jogador é Luizinho, central que jogou com Stanzioni no time de Campinas como titular, e estava no voleibol francês, no Aràgo de Sete.

Três jogadores experientes, com potenciais de levar o Corinthians a ser o que foi o Brasil Kirin na última temporada, abaixo das potências. Junto com eles, pode chegar o oposto Rivaldo, que jogou pelo próprio time campineiro na temporada e teve uma Superliga regular, sendo a bola de segurança do levantador Rodriguinho.


Serginho e Alexandre Stanzioni são os idealizadores do projeto,
além de Sidão, corintiano declarado
Stanzioni é um treinador competente, pode dar uma cara muito interessante para esse time do Corinthians. Sem dúvidas, é um time para ir para os play-offs entre os cinco primeiros na primeira temporada e depois se reforçar para as próximas temporadas.

Com a massa alvinegra, o time espera estremecer os ginásios pelo país e será um time de massa disputando outra competição. Diferente do melhor time do mundo, o Timão enche qualquer ginásio no Brasil, o que pode o diferencial para a equipe.

Em tempo, o Taubaté tenta montar uma seleção mundial. Marco Ivovic, melhor jogador da última Liga Mundial, chegou junto com o central argentino Sebastian Solé. Se juntam a Wallace, Lucarelli, Rapha e Otávio, os quatro da seleção brasileira, que, junto com o novo líbero do time, Thales, fazem o melhor sete da próxima Superliga desde já.

O Sada Cruzeiro confirmou Nicolas Uriarte para o posto de levantador, argentino e competente, se aproxima de Willian e é o responsável pela temporada celeste. O Sesi-SP renovou com Lucão, mas trocou Bruninho (rumo à Itália) por Willian, numa tentativa de se fortalecer e, de quebra, tirar o cérebro celeste. Lipe, que era dado como certo no Corinthians, também fará parte do Sesi-SP junto com Douglas Souza e o líbero Murilo (caso a contraprova o isente do doping).


Até a próxima!

Enrico Monteiro
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...