quinta-feira, 30 de março de 2017

North, South, East, West(brook)

Fala galera! Na noite de ontem o armador do Oklahoma City Thunder, Russel Westbrook, anotou 57 pontos, pegou 13 rebotes e deu 11 assistências na vitória do seu time contra o Orlando Magic por 114x106. Com esses números, Westbrook chegou ao 38º triplo duplo da temporada e fica a apenas três de Oscar Robertson, que atingiu a expressiva marca de 41 na temporada 1961/1962, quando jogava pelo Cincinnati Royals.

O camisa 0 do Oklahoma foi a quarta escolha do Draft de 2008, ficando atrás de Derrick Rose (Chicago Bulls), Michael Beasley (Miami Heat) e O.J. Mayo (Minnesota Timberwolves). Na época a escolha ainda pertencia ao Seattle Supersonics, que na temporada seguinte se tornaria o Thunder. Sempre que vejo jogadores sem expressão escolhidos antes de fenômenos, fico imaginando o que se passava na cabeça do General Manager da equipe na época, ou pior, o que se passa hoje, sabendo que poderia ter mudado o rumo de seu time e não o fez.

Além desse recorde, Westbrook atingiu duas outras marcas interessantes nessa temporada. No jogo de ontem ele se tornou o jogador da franquia com mais partidas acima de 40 pontos em uma única temporada, chegando a 15 jogos com pelo menos essa pontuação. O recordista anterior era Kevin Durant, com 14 partidas. Também foi o primeiro jogador da história da NBA a completar um triplo-duplo perfeito durante uma partida, fato que ocorreu no último dia 22 de março, contra o Philadelphia 76ers. Na ocasião, o jogador anotou 18 pontos, pegou 11 rebotes e deu 14 assistências. Foram seis arremessos de quadra tentados, os seis convertidos, mesmo número de lances livres tentados e convertidos, 100% de aproveitamento nos arremessos.

Outro número que o camisa 0 busca é se tornar o segundo jogador da história a ter um triplo duplo de média na temporada regular. O único a alcançar tal feito também foi Oscar Robertson, na mesma temporada em que bateu o recorde de triplos-duplos. Naquele ano ele terminou com 30,8 pontos/jogo, 12,5 rebotes/jogo e 11,4 assistências/jogo. O jogador do Thunder está próximo dessa marca com média de 31,8 pontos, 10,6 rebotes e 10,4 assistências.

A contrapartida de ter Russel Westbrook no time é o seu alto número de turnovers, média de 5,9 por partida. Mas para um jogador com mais de 30 pontos, 10 rebotes e 10 assistências por jogo, acredito que esse ônus passa até despercebido.

Faltam apenas oito jogos para o fim da fase de classificação, mas será que alguém duvida que Westbrook chegará aos menos 41 triplos-duplos? Minha previsão é que ele alcançará a marca contra o Timberwolves, time que o rejeitou no Draft de 2008, só pra dar um toque especial no recorde. E na última partida da temporada, assim como o Golden State no ano passado, ele superará o recorde, mostrando que é um jogador completo, que vai do norte ao sul, do leste ao oeste.

Jogos restantes para o Oklahoma City Thunder
31/03 – San Antonio Spurs - casa
02/04 – Charlotte Hornets – casa
04/04 – Milwaukee Bucks – casa
05/04 – Memphis Grizzlies – fora
07/04 – Phoenix Suns – fora
09/04 – Denver Nuggets – fora
11/04 – Minnesota Timberwolves – fora
12/04 – Denver Nuggets - casa
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...