sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Apenas uma oportunidade

A transição do futebol brasileiro para o europeu é grande e se tratando do italiano é ainda maior. Gabriel Barbosa, mais conhecido como Gabigol, chegou na Inter de Milão no último mercado de transferências e ainda não teve uma boa oportunidade para mostrar seu potencial.

Primeiro obstáculo que ele encontrou foi o ex-técnico da equipe italiana, Frank de Boer. O holandês nem relacionava o jovem atacante para os jogos, atitude que indignava a torcida Nerazzurra, que sabia do talento do brasileiro. Dias depois, de Boer foi demitido. Um sinal para Gabigol? Talvez!

Com a demissão do holandês, a Inter contratou o italiano Stefano Pioli. Sob o comando do novo técnico, Gabigol começou a ser relacionado, entrando quase sempre no final das partidas. Muito pouco para quem quer mostrar serviço, mas já é um começo.

Na vitória por 3 a 0, contra a Lazio, no dia 21/12, o brasileiro jogou apenas 5 minutos. Tempo suficiente para mostrar muita disposição atacando e marcando, atitudes elogiadas por Pioli.

Analisando a situação, o que dificulta a vida do Gabriel não é apenas o técnico, vai muito além disso. O futebol italiano é diferente dos outros, muito mais físico. A adaptação a um outro país, a uma outra cultura é outro fator que atrapalha, sem contar com a língua.

Entretanto, o maior problema é o elenco, a Inter conta com 7 atacantes, a disputa é intensa, todos querem jogar, nada fácil chegar e já conseguir o espaço.

O objetivo, agora, é entrar bem quando solicitado e mostrar que é importante na equipe.

João Marcos Bisca
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...