domingo, 6 de novembro de 2016

ATP World Tour Finals 2016

Segunda-feira, 12 de novembro de 2001, nessa data, em Sydney, Austrália, começava o Tennis Masters Cup daquele ano, que trazia como favoritos o brasileiro Gustavo Kuerten, então número 1 do mundo, e Lleyton Hewitt, que viria a ser o campeão do torneio disputado em seu território, transformando-se após ele no novo líder do ranking da ATP.

Nesse dia , pela última vez em 15 anos, um ATP Finals começava sem a presença de Roger Federer e/ou Rafael Nadal, que ainda engatinhavam rumo ao topo do ranking. Agora, em 2016, com dois dos maiores jogadores da história do tênis mundial fora de combate devido a lesões, Londres receberá uma safra de novos jogadores em busca do estrelato.


Será a Londres de Murray, que assumiu a liderança do ranking pela primeira vez na carreira. será o Finals de Djokovic, que sem Federer e Nadal parecia dominante até vencer Roland Garros, mas sucumbiu após o objetivo alcançado e perdeu a posição que parecia ser sua para toda a eternidade.

Também teremos Wawrinka e Nishikori, que nos últimos anos são figurinhas carimbadas na competição, tem a volta de Cilic e Raonic, que disputaram em 2014, e a estreia do francês Gael Monfils e do austríaco Dominic Thiem, que foi o último a conquistar a vaga na disputa.


Os grupos ainda vão ser sorteados, como reservas na competição temos Tomas Berdych e David Goffin, que em caso de desistência de algum dos competidores, assume a vaga.

Em paralelo com a competição vamos promover o Bolão do Finals, inédito aqui no Resenha Esportiva, e todos vocês podem participar, para isso basta entrar em contato no e-mail luizpaulo@resenhaesportiva.com para saber o regulamento.

Quem leva o último torneio do ano? Quem leva o bolão? Façam suas apostas!

Fui!
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...