terça-feira, 11 de outubro de 2016

Nossa Seleção de volta

Fala galera! Hoje o Brasil vai até Mérida enfrentar a Venezuela pela 10ª rodada das Eliminatórias para a Copa de 2018. Quando Tite assumiu a equipe vagava entre a 4ª e a 6ª colocação, hoje é vice-líder e com grande chance de assumir a ponta da tabela, para isso basta vencer a lanterna e torcer para que o Uruguai tropece diante da Colômbia, em Barranquila.

Independente do resultado e da classificação, o que agrada nesse "novo Brasil" é a forma como a equipe tem jogado. Antes (e não era só com Dunga) a Seleção Canarinho recebia a Bolívia, que se trancava lá atrás, e pra fazer 1x0 era um sufoco... no jogo da última semana os jogadores e movimentaram, abriram espaço, fuzilaram os jogadores da terra do chá de coca. O time encantou!

A "geração selfie com mimimi", como eu costumo chamar essa nova leva de jogadores, parece que vai ganhando casca, vai deixando a frescura de lado - salvo Neymar e Gabriel Jesus, que jogam pra cara%$# mas não perdem a mania de reclamar quando alguém sopra perto deles - e amadurecendo, e tenho certeza que tem dedo do treinador nessa questão. Até mesmo a faixa de capitão deixou de ser um problema - e olha que não gosto do revezamento que Tite faz.

O Brasil ganhou padrão, uma forma, já sabemos o que esperar dessa molecada, temos Phillipe Coutinho comendo a bola, Renato Augusto e toda a sua eficiência, Marquinhos monstro na defesa, e Neymar, bem... é Neymar. A base está montada, com um ajuste ou outro, temos time para buscar o tão sonhado Hexa, e lembrando que não jogaremos a Copa das Confederações dessa vez, o que sempre foi um inibidor de potencial para a camisa amarela.

Vamos torcer, é o que nos resta.

Fui!
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...