terça-feira, 7 de junho de 2016

Expressões do Esporte - Parte 1

Fala galera! Fui desafiado, e para mim, desafio é missão a ser cumprida sem pestanejar! Meu tio Elcio me provocou a decifrar algumas das expressões do futebol, a origem delas, e como são muitas, dividirei em várias doses homeopáticas para os leitores. Começo hoje com duas delas.

TOMAR UM CHOCOLATE

A expressão é um prato feito para a brincadeira entre os torcedores. Não me esqueço do dia que o Flamengo perdeu para o Vasco próximo da páscoa, uma surra... e só nos restou aguentar as zoeiras com o “chocolate” que levamos. A expressão, curiosamente, foi criada após uma vitória por 4x0 do mesmo Vasco, em 1981, contra o Internacional de Porto Alegre. Ao término da partida o narrador da Rádio Globo, Washington Rodrigues, o Apolinho, colocou pra tocar  a música do cubano Ricard Egües chamada El Bodeguero. O refrão dela era o seguinte: “Toma chocolate, paga lo que debes”... e estava criada uma expressão futebolística.


PERNA DE PAU

Mais uma vez as Organizações Globo auxiliam o vocabulário do futebol. O responsável por esse termo é Mário Filho, o famoso jornalista que dá nome ao Maracanã. Em uma de suas crônicas, publicada em julho de 1944, o irmão de Nelson Rodrigues apresentava uma situação em que determinado jogador não tinha bom desempenho com uma de suas pernas, e para exemplificar ele escreveu: “A perna que não chutava dava uma impressão desagradável de coisa postiça. Para o homem da arquibancada, era de pau”. Daí em diante muitos jogadores ganhavam um adjetivo inconfundível.

Por hoje são essas duas, em breve tem mais! Coloquem nos comentários as curiosidades de vocês sobre o assunto, vamos pesquisar! Compartilhem nossos textos nas redes sociais, ajudem o Resenha Esportiva a crescer!


Fui!
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...