quarta-feira, 25 de maio de 2016

Regra 14 - O Tiro Penal

Fala galera! Recentemente a IFAB (International Football Association Board), órgão responsável pelas leis que regem o futebol, promoveu diversas mudanças nas regras, e as mesmas já estão sendo adotadas no Campeonato Brasileiro de 2016, gerando dúvida e confusão para os torcedores e jogadores.

Vamos tentar esclarecer (e criticar, claro) algumas dessas mudanças no decorrer dos dias, começando hoje com a REGRA 14, que fala sobre o TIRO PENAL.

Se antes existia uma recomendação que visava identificar o jogador que efetuará a cobrança da penalidade, agora tem uma obrigação. Se um jogador não identificado cobrar de forma deliberada a infração, o árbitro deverá marcar tiro livre indireto contra o time que cobraria o pênalti, além de dar cartão amarelo ao infrator. É uma situação rara, mas que se acontecer pode gerar uma discussão sem fim, até porque a análise desses casos é sempre subjetiva, dando margem para a controvérsia.

Também está terminantemente proibida a finta na hora da cobrança. A finta acontece quando o jogador já está com o pé de apoio no chão, pronto para a cobrança, e tenta ludibriar o goleiro com movimentos dos pés. Não confundir com a paradinha, que se feita de forma deliberada, e no ato do chute, também é considerada uma infração. Em ambos os casos o tiro livre indireto será marcado e o jogador punido com amarelo.

A outra mudança na verdade é uma correção da regra anterior. Se antes a regra não especificava a punição quando o cobrador rolava a bola pra trás durante a cobrança, a partir de agora está claro! Cobrou uma penalidade pra trás, é tiro livre indireto e amarelo para o cobrador.

Além das regras “ofensivas”, uma mudança significativa e justa acontece com os goleiros durante a cobrança do tiro penal. A partir de agora, se um pênalti for desperdiçado e no ato da cobrança o goleiro tiver se adiantado, o defensor da meta será punido com cartão amarelo e a cobrança será repetida. Lembrando sempre que em caso de reincidência o goleiro levará o segundo amarelo, o que ocasionaria a expulsão do mesmo. É uma mudança drástica, mas que pode fazer com que os goleiros cumpram o procedimento, ao contrário do que acontece hoje, quando praticamente todos se adiantam.

Resta saber se os árbitros cumprirão à risca as mudanças, se punirão conforme devem punir, e se as alterações tornarão o jogo mais dinâmico e justo. Em breve volto com mais alterações e explicações.


Fui!
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...