sábado, 2 de abril de 2016

Um duelo de amor e ódio

Fala galera! Kobe Bryant, um dos maiores jogadores da história do basquete, está em seus últimos dias de carreira. Como fã que sou, acompanharei os últimos 15 dias do segundo maior ídolo que tenho no esporte (atrás apenas de Magic Johnson). A partida agora é contra o Boston Celtics, talvez o maior rival da carreira de Kobe, um duelo que mistura amor e ódio.

De quase Celtic para rival
Pra quem não sabe, por muito pouco o Laker não foi parar na equipe de Massachusetts. Em 1996, durante os testes pré-draft, Kobe vestiu a camisa verde e impressionou os diretores da equipe. O projeto de reconstrução dos Celtics após o fim da "era Bird" era ousado e o garoto de 17 anos era uma das apostas. Só que era preciso escolher entre Bryant e Antoine Walker, e o time verde, que tinha a 6ª escolha naquele ano, optou por Walker pra sorte do Charlotte Hornerts, que o selecionou (em um próximo post contaremos como Kobe foi parar nos Lakers) e surgia assim uma história fabulosa.

Desde que o KB24 estreou pelo Los Angeles Lakers foram exatos 50 jogos contra o Boston Celtics. O time da Califórnia venceu 30, sendo que seis foram nas finais de 2008 e 2010, e perdeu 20, sete nas decisões. Kobe perdeu a decisão de 2008 por 4x2, deu o troco em 2010 com um 4x3.

No jogo de despedida no TD Garden, em Boston, os Lakers venceram por 112x104 e o camisa 24 fez um duplo-duplo. Ele marcou 15 pontos, pegou 11 rebotes e deu três assistências, nos 33 minutos que ficou em quadra. Foi o jogador com o maior grau de eficiência da partida, segundo os critérios da NBA. A última partida por lá contou com a presença de 18.624 espectadores, ou seja, a capacidade máxima do ginásio.

A partida #51 será jogada no Staples Center, no domingo, 03 de abril, e começará às 22h30, horário de Brasília. Independente do resultado do confronto, Kobe sempre será lembrado por ambas as torcidas como o jogador que elevou a um outro patamar essas disputas.

Para mim, como torcedor do Lakers, que vença o time amarelo e roxo, para o mundo, que vença o basquete.

Fui!
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...