quinta-feira, 24 de março de 2016

Quem vai pagar o Pato?


Pato e Fiorella em Dubai
Fiorella Mattheis é um membro compulsivo das redes sociais. A atriz e apresentadora tem 2,3 milhões de seguidores no Instagram e mais 550 mil no twitter. No perfil oficial no facebook são 432 mil seguidores. Esse exército reverte em anúncios, convites para desfiles, aparições em festas e muito dinheiro. A carioca Fiorella diz ser flamenguista. Mas não tem intimidade com o futebol. E nem com seus detalhes. Apesar de ser namorada de Alexandre Pato.

A empolgação de estar em Dubai, custou caro para o jogador. O casal foi convidado pelo Ministério de Turismo para conhecer a incrível cidade construída nos Emirados Árabes. Era para ser uma viagem de final de semana. Bate e volta, Londres-Dubai-Londres, discreto. Fiorella não se conteve. E colocou no seu Instagram a foto ao lado do funcionário do Ministério de Turismo e do seu amor, Alexandre Pato. Só que a foto, espalhada pelo mundo, teve consequências. Só aumentou a convicção da diretoria do Chelsea que o jogador não tem compromisso com o clube. Mesmo sem entrar nenhuma vez em campo, o brasileiro deveria ser mais discreto com suas folgas. Ou então aproveitar o tempo ocioso e treinar. Não mostrar que está cruzando o continente para passear em Dubai. Fiorella a retirou. Mas era tarde demais.

Guus avisou que não desejava Alexandre Pato. Mas Abramovich é muito amigo de Kia Joorabchian. O empresário iraniano foi presidente da MSI. É 'irmão' de Andrés Sanchez. E quis atender o pedido de colocar o jogador no mercado europeu. Kia é sócio do empresário Giuliano Bertolucci. Ambos e mais Gilmar Veloz, agente do atacante, procuraram por seis meses uma equipe para ele atuar. Kia insistiu, implorou para Abramovich. O bilionário aceitou. Ele teria seis meses para mostrar seu talento no Chelsea. Só que há uma diferença abissal entre treinar e jogar. O máximo que o brasileiro conseguiu foi ficar três vezes no banco de reservas. Sem entrar um minuto sequer.

O Chelsea foi eliminado da Champions League pelo PSG, há algumas semanas. Depois disto, o Everton o tirou da Copa da Inglaterra. O fracasso marca a temporada do time inglês. Abramovich fez proposta milionária e deve ter Antonio Conte como treinador de seu clube. O técnico já avisou que após a Eurocopa deixará o comando da Seleção Italiana. Haverá uma grande reformulação no elenco. E Pato não fará parte do novo grupo.

O jogador ainda não fez sua estreia pelo Chelsea
Para que ele continuasse, o Chelsea deveria pagar 10 milhões de euros ao Corinthians, o que corresponde a algo em torno de R$ 40,7 milhões. Mas é claro que não o fará. O acordo é pagar apenas os salários do atacante até junho. A direção do Corinthians sabe que o sonho de recuperar o que gastou com o jogador, R$ 43 milhões por 60% dos seus direitos, é praticamente inalcançável. Foi o pior negócio de sua história.

O presidente Roberto de Andrade tenta convencer Andrés Sanchez. "Assumir o fracasso e deixar a vida seguir." O que significa essa expressão? A partir de junho, o jogador poderá assinar um pré-contrato com qualquer equipe que quiser. E ir jogar, sem render um centavo ao Corinthians, em janeiro de 2017. No Parque São Jorge, o atleta não quer mais atuar. É rejeitado por jogadores, dirigentes, organizadas. Ele não perdoa vândalos com a camisa da Gaviões ter ameaçado quebrar sua perna quando invadiram o CT corintiano. Roberto de Andrade defende a tese que o melhor é liberar Alexandre Pato para seguir sua vida. E assim, o Corinthians não teria de pagar, ou arrumar um clube que pagasse, R$ 4,8 milhões em salários. Ele recebe R$ 800 mil a cada 30 dias.

A ida a Dubai de Alexandre Pato neste fim de semana foi a gota d'água. A direção corintiana quer resolver esse problema o mais rápido possível. Se cansou. A tendência é que não insista e que pare de implorar para empresários arrumarem clube para o atacante. Pato não tem comprometimento com sua carreira. Querem se livrar dele o mais rápido possível. Principalmente o clube paulista. Tudo deu errado. Pato não joga desde novembro de 2015 e já são quatro meses sem uma partida oficial.

O jornal The Telegraph cravou: Pato foi uma das contratações mais sem sentido do Chelsea. Na verdade, um favor de Abramovich a Kia. Só que a generosidade do bilionário russo acabou.

Que a inacreditável viagem para Dubai tenha valido a pena...
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...