sexta-feira, 4 de março de 2016

Quem segura o Leicester?

Fala galera!

Quem acompanha futebol internacional já sabe do que eu tô falando. O time sensação do momento, de todas as principais ligas européias (e por que não mundiais?) é o Leicester City. Após 28 das 38 rodadas da Barclays Premier League, a equipe da cidade de Leicester continua segurando as pontas na liderança.

De todas as ligas mundiais, é inquestionável que a Liga da Inglaterra é uma das mais charmosas. Certamente é a liga que começa a temporada com maior quantidade de times aspirantes ao título: Manchester United, Manchester City, Chelsea, Liverpool e Arsenal sempre são cotados. Além deles, times com o Tottenham e o Southampton às vezes aprontam e ficam ali por perto da zona de classificação do campeonato mais rico do mundo.

Mas este ano a coisa está diferente e a surpresa fica por conta dos "The Foxes" ou "The Blues", alcunhas para o time do Leicester. É o time que mais ganhou, o time que menos perdeu, tem a melhor campanha em casa, a melhor campanha fora de casa e é a equipe que mais fez gols até então. Além disso, possui o artilheiro do campeonato, Jamie Vardy, com 19 gols (2 a mais que Lukaku, o vice-artilheiro) e tem o 2º jogador com mais assistências, o habilidoso Mahrez, com 11.

Na última rodada, a equipe do Leicester não conseguiu vencer em casa a equipe do West Bromwich e acabou somando apenas um ponto. No entanto, Tottenham e Arsenal perderam seus jogos e a vantagem na tabela continua. Sorte de campeão? Agora a diferença do Leicester para o Spurs, o segundo colocado, é de três pontos (57 a 54). Já os Gunners estão em terceiro, com 51 pontos. O destaque é que as duas equipes de Londres fazem o clássico do norte da capital no próximo final de semana, em White Hart Lane, o que significa que um ou até os dois times podem se afastar dos Foxes na disputa.

A liderança do Leicester na Premier League depois de 28 jogos surpreende muita gente, inclusive o próprio clube e o seu técnico, o italiano Claudio Ranieri. Ganhar um título sendo um time tão distante financeiramente dos mais poderosos é um feito raro de se encontrar em ligas nacionais, especialmente quando o sistema de disputa é o de pontos corridos. Tony Pulis, técnico do West Bromwich, considera que um eventual título do Leicester será um feito ainda maior que a conquista do Nottingham Forest de Brian Clough, nos anos 1970. 

Na temporada 1977/78, o Forest de Clough conquistou o título da então primeira divisão, surpreendendo todo mundo. Não por acaso. Na temporada anterior, o Forest de Clough ficou em terceiro lugar na segunda divisão para conquistar o acesso. Ganhar o título logo no primeiro ano na primeira divisão era algo inesperado. O Forest ainda foi além: ganhou não só o título inglês naquela temporada de 1977/78, como foi bicampeão europeu em 1978/79 e 1979/80. Um bicampeonato histórico e raro. Ainda mais se pensarmos que o time tem mais títulos continentais do que nacionais.

Ranieri, técnico do Leicester, segue colocando outras equipes à frente da sua como favoritas ao título, ainda que os Foxes é que liderem a tabela. “Todo mundo está falando do Leicester, mas ninguém fala do Tottenham”, disse. “O Tottenham é, na minha opinião, o favorito. Quando eles defendem e quando eles atacam, eles sabem o que querem. Nós somos a surpresa, isso é fantástico, uma boa energia, mas se formos realistas, os reais competidores são Manchester City, Arsenal e Tottenham”, analisou Ranieri.

A tarefa não é fácil - ainda restam 10 rodadas de um campeonato que tem tudo pra ser disputado até o último jogo - mas espero que Ranieri esteja errado, e que a sensação Leicester consiga atingir seu objetivo final e seja campeão ingles.
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...