terça-feira, 22 de março de 2016

Campeonato Carioca?

No último domingo, Flamengo e Fluminense se enfrentaram no Pacaembu repetindo um fato de 1942 até então único. Repetiram o palco, repetiram o placar sem gols. Mas alguns pontos me chamaram mais a atenção do que o placar propriamente dito.

Em primeiro lugar, um público de mais de 30 mil torcedores para um clássico carioca disputado em São Paulo é de tirar o chapéu. Deixa claro que os clubes tradicionais do Rio de Janeiro ainda são capazes de chamar a atenção em praças já consideradas dominadas por outras grandes agremiações. Pelo campeonato, o número de pagantes foi superado, aliás, pelos mesmos clubes na partida disputada em Brasília pela primeira fase do campeonato.


Para um campeonato com média de público de menos de 5 mil pagantes, onde rodadas inteiras não dariam para encher nem o estádio de São Januário, partidas em locais alternativos se apresentam como uma saída interessante para a falta dos principais estádios e a diminuição crescente do público presente. Para se ter uma ideia, apenas 3 partidas do Cariocão 2016 contaram com mais de 10 mil pagantes, incluindo essas partidas Fla x Flu fora do estado. A terceira foi Vasco x Flamengo em São Januário, com pouco mais de 13 mil pagantes.


Aproveitando o gancho, entro no segundo tópico do post de hoje: Não me parece muito razoável que um campeonato estadual seja disputado em 4 estados diferentes (RJ, SP, DF e ES, por enquanto). Isso corrobora com a tese de que a ideia de campeonatos estaduais com fim em si mesmos estão cada vez mais próximos da falência.


Pense comigo: se a ideia de se manter o estadual (nesse caso, vou me ater especificamente ao Carioca) é por causa das rivalidades locais, da tradição e principalmente por ser considerada uma competição clássica (termo inclusive usado nas chamadas para vendas), por que não usar estádios igualmente clássicos como Rua Bariri, Moça Bonita, Laranjeiras, entre outros? Se o simples fato da tradição fosse suficiente para manter um campeonato, deveriam ser pensadas essas possibilidades. Se vierem com o discurso de que esses estádios não comportam  grandes públicos, basta olhar a média de presença para ver que facilmente podemos contar com eles. E, obviamente, limitar a um total seguro em jogos de maior vulto.


A conclusão a que chego a partir disso tudo é que, mais uma vez, está à vista de todos a prova cabal de que o Campeonato Carioca está falido. Só não fecharam o caixão em memória ao antigo dirigente.


Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...