quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

A última figurinha

Fala galera! Rogério Ceni, o M1to, está perto de encerrar a carreira (tem texto especial no Resenha Esportiva nos próximos dias!!!), e nada mais justo que relembrar um pouco dos seus mais de 20 anos de Campeonato Brasileiro.

Mas já que em todos os grandes portais do país teremos várias versões da carreira de Ceni, resolvi apostar em algo que não apareceu ainda, pelo menos para a maioria dos nossos leitores e amigos. Que tal uma relação com todas as vezes em que Rogério Ceni apareceu no álbum de figurinhas do Campeonato Brasileiro?


Tudo começou em 1993 quando, quando ainda era apenas Rogério, e estreava na Série A pelo São Paulo, na reserva de Zetti. O mesmo ocorreu em 94 e 95, e depois em 97. Em 1996 o goleiro não apareceu no álbum, que trazia apenas um goleiro por time, no caso do Tricolor do Morumbi, o titular, ainda Zetti.

Em 1998 uma novidade, com a chegada de Rogério Pinheiro à zaga paulistana, Rogério "ganhou" o sobrenome que marcaria o resto de sua carreira, dali em diante virou Rogério Ceni.

Entre os anos de 1999 e 2015, Ceni ficou de fora de apenas duas edições do álbum. Em 2001, brigou com Paulo Amaral, então presidente do clube paulista, foi afastado e ficou de fora da publicação. Naquele ano aconteceu o "imbróglio Arsenal", quando Rogério apresentou uma proposta de compra pelo clube inglês, que foi considerada falsa pela diretoria. Farsa confirmada depois, mas sem participação do goleiro, e sim de outros.

A última edição em que o maior jogador da história do São Paulo ficou de fora foi em 2006. Não achei nenhuma informação oficial sobre o motivo, mas tudo leva a crer que tiveram divergência sobre o direito de imagem, situação que aconteceu com vários jogadores nessa época.

Além de tudo o que informamos, também vale lembrar que em 2002 o atleta apareceu com o carimbo de pentacampeão do mundo, título conquistado na Copa disputada na Ásia. Outro aspecto interessante é a campanha que a Panini, distribuidora do álbum, montou para alavancar as vendas em 2015. Ela usa a figurinha de Rogério como "a última figurinha", fazendo alusão à sua aposentadoria.

Se você é São Paulino e colecionador do álbum, tenho certeza que terá uma ótima recordação para o resto da vida, e se ainda não comprou, vale a pena tentar pelo menos o cromo.

Por hoje é só, amanhã tem mais Rogério Ceni no Resenha Esportiva.

Fui!

Fontes: Blog do Curioso, Tresloucados, Uol e Terra
Fotos: Blog do Curioso
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...