quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Re-Pa: o Clássico Rei da Amazônia

Fala galera! Nos últimos dias o Remo garantiu o acesso à Série C do Brasileirão de 2016 ao bater o Operário por 3x1 no Mangueirão, em Belém do Pará. A festa da torcida azul comoveu o país, virou notícia nas redes sociais, e nos fez recordar de uma das grandes rivalidades do futebol nacional: Remo x Paysandu, ou como está escrito no título, o Re-Pa.

O clássico, também chamado de Clássico Rei da Amazônia, foi disputado pela primeira vez há 101 anos, no dia 14 de junho de 1914, e na ocasião o Remo venceu o Papão por 2x1, gols de Rubilar e Bayma (contra), para o Remo, e de Mateus, para o time da Curuzu. De lá pra cá foram 733 partidas, com 256 vitórias do Azulino e 229 do Bicolor, temos ainda 248 empates.

O início dessa história de rivalidade acontece quando o Clube do Remo conquista o Campeonato Paraense de 1913, o primeiro de sua história. Atletas do então rival, Norte Clube, alegavam várias irregularidades na conquista do rival, e diante da omissão do clube, resolveram formar uma nova agremiação, e no dia 2 de fevereiro de 1914 nascia o Paysandu.

Entre 1914 e 1919 restou ao clube alvi-anil assistir às conquistas rivais, de camarote, foram 6 títulos seguidos (7 se levarmos em conta o de 1913) para o Clube do Remo, com 6 vice-campeonatos para o Paysandu.

De 1920 a 1923 a história se inverteu, com o Papão faturando 4 títulos consecutivos, tendo o Remo como vice nos três primeiros. Ao todo foram 103 disputas do Parazão, a dupla Re-Pa faturou 89 deles. O Papão lidera com 45 conquistas, contra 44 do Remo, atual bicampeão.

Desde que se iniciou essa rivalidade, em apenas uma oportunidade não tivemos pelo menos um lado da dupla entre os dois primeiros do campeonato estadual, somente em 1938, quando a Tuna Lusa bateu o Nacional na decisão.

Diante de todos esses dados, fica difícil entender como tivemos Copa do Mundo em Manaus e não tivemos em Belém... o torcedor paraense merecia essa festa, Paysandu e Remo mereciam esse crédito.

Fiquem com os números do clássico:

Jogos - 733
Vitórias do Remo - 256
Vitórias do Paysandu - 229
Empates - 248

Total de Gols - 1.860
Gols do Remo - 932
Gols do Paysandu - 928

Maior goleada do Remo: 7x2 em 5 de março de 1939
Maior goleada do Paysandu: 7x0 em 22 de julho de 1945

Artilheiro do Clássico: Hélio (Paysandu) com 47 gols
Jogador que mais participou: Quarentinha (Paysandu) com 135 clássicos

Curiosidade: Três partidas foram disputadas em Paramaribo, no Suriname, um empate em 1977, uma vitória do Remo em 1984 e uma do Papão em 2011.

Títulos Remo
44 -- Paraense
1 -- Brasileirão Série C
3 -- Copa Norte

Títulos Paysandu
45 -- Paraense
1 -- Copa do Campeões
2 -- Brasileirão Série B
1 -- Copa Norte
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...