sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Aprendendo valores com o rugby

Fala galera!

Pra quem acompanha, mesmo que de longe, os esportes em geral, deve estar por dentro que está acontecendo a Copa do Mundo de Rugby. É a 8ª edição do torneio, que está sendo sediado na Inglaterra, entre 18 de Setembro e 31 de Outubro. Inclusive, pra quem não viu, vale a pena dar uma olhada neste post que o Thiago Senra escreveu na semana passada, intitulado de "A superação do samurai" e que conta uma vitória incrível da seleção do Japão sobre a favoritíssima África do Sul.

Pois bem, hoje estou aqui pra falar de outro aspecto do rugby, que não tem relação com tática, com técnica e nem com as equipes e jogadores em si. Estou pra falar do DRIPS. Mas que raio de DRIPS é esse? DRIPS é uma sigla que engloba os cinco valores do rugby: disciplina, respeito, integridade, paixão e solidariedade. São valores que deveriam ser cultivados não só em todos os esportes como em todas as instâncias da vida, não acham? Quem nos dera se fossem, como são no rugby.

Disciplina: enquanto estamos acostumados com contestações, brigas e discussões sobre as situações de jogo nos mais variados esportes, no rugby isso é bem raro, quase inexistente. A palavra do árbitro é soberana. Todas as decisões que ele toma são explicadas e de conhecimento integral do público. Você nunca veria acontecer algo como a expulsão de um jogador errado, como aconteceu há pouco tempo no caso David Braz/Zeca, do Santos. No mínimo, antes que a atitude de excluir um atleta do jogo acontecesse, por exemplo, o lance seria submetido a um juiz de vídeo, que analisaria o ocorrido para aí sim o árbitro tomar a decisão correta.

Respeito: é notório que o rugby é um esporte bruto, viril e de contato, mas você não vê atitudes desrespeitosas em campo. Dificilmente você vê um atleta aplicando uma entrada desleal, ou sendo anti-ético, desferindo chutes, socos e cusparadas em vão. As jogadas são duras sim, mas sempre quem está do outro lado será respeitado.

Integridade: assim como no futebol, o rugby leva muito a sério essa história de integridade e fair play. Você tem todo o direito de não concordar com uma decisão que foi tomada durante a partida, mas o jogo sempre é limpo e resolvido dentro de campo. Os problemas nunca são levados adiante e para fora de campo desnecessariamente.

Paixão: como se espera em todos os esportes, os jogadores de rugby são apaixonados pelo que fazem. Por mais que um jogo tenha um placar elástico, você nunca vai ver um time de rugby completamente fechado na retranca, sempre haverá ataque, almejando um try. O outro tópico relacionado à paixão diz respeito à torcida: ela sempre joga junto, se envolve com a partida e entende as decisões da arbitragem, mesmo que elas sejam contrárias ao seu time, pois existe a transparência em cada decisão

Solidariedade: o jogo coletivo é o maior destaque do rugby, tanto que uma jogada raramente é decidida por um atleta só. Os passes por exemplo, são apenas para trás ou para o lado, nunca para frente, pois uma das coisas que mais encanta no jogo é a participação coletiva. Outra coisa é o fato de o rugby ser democrático. Você pode ser alto ou baixo, magro ou gordo, você pode entrar em campo e jogar. Não existe essa coisa de um time só de altos e magros e vai jogar a bola para um elemento decidir. Todos tem sua parcela de importância no time. A amizade, a camaradagem e a lealdade são muito valorizados.

Eu particularmente acompanho pouco rugby e nem sei todas as regras ainda, mas do pouco que vi, esses 5 itens que listei acima (os DRIPS) são realmente notáveis e seguidos à risca. O rugby vem ganhando carinho e atenção da torcida brasileira e está trilhando seu caminho para se tornar mais conhecido (o que já vem acontecendo com a NBA e NFL, por exemplo). No entanto, podemos ver que, mesmo ainda engatinhando na popularidade com o público brasileiro, ele já tem muito o que ensinar.

Até a próxima!
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...