quinta-feira, 16 de julho de 2015

Enzo Francescoli

Fala galera! Amantes do futebol que nasceram da metade da década de 80 pra trás, com certeza acompanharam o finalzinho da geração uruguaia campeã da Copa América de 1987. Naquele time jogavam Matosas, Aguirregaray, Bengoechea, Ruben Sosa e o maestro, o craque, Enzo Francescoli.


El Príncipe, como é chamado, nasceu na capital uruguaia, Montevidéu, e começou sua carreira no Montevideo Wanderers aos 19 anos. Em 1983 acertou com o River Plate da Argentina e daí pra frente sua carreira decolou. Foram 3 anos no clube de Buenos Aires atuando em 113 partidas e marcando 68 gols.

No início da temporada 86/87 foi contratado pelo Racing Club de Paris, da França, onde jogou mais 3 temporadas até se transferir para o Olympique de Marselha. Apesar de conquistar o título francês em 1990, o time francês o vendeu para o Cagliari da Itália, onde iniciou uma nova fase de sua carreira, já aos 29 anos.

Na "bota" atuou, além do Cagliari, no Torino. Não conquistou nenhum título, mas ajudou ambos os clubes a fazer boas campanhas. Em 1994 retornou ao River e ainda faturou mais quatro campeonatos argentinos, uma Supercopa e a Libertadores de 1996. Marcou mais 47 gols em 84 partidas.

Se despediu dos gramados em 1997 e até hoje está entre os 10 maiores artilheiros do clube argentino. Um dos maiores fãs de Francescoli é o craque francês Zidane, que inclusive batizou um de seus filhos com o nome de Enzo, em homenagem ao uruguaio. Outros jogadores como Enzo Perez, da Argentina, também tem o nome em virtude de homenagens a El Príncipe.


Pelo Uruguai o camisa 10 conquistou as Copas Américas de 83, 87 e 95 e é até hoje uma referência do futebol no país.

Confiram alguns lances da carreira desse craque:



Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...