quarta-feira, 25 de março de 2015

Perto da perfeição

Fala galera! Na última segunda o Osmar mostrou pra vocês um pouco da carreira de um dos maiores armadores da história da NBA, o californiano Jason Kidd. O hoje treinador (aguardem, vai ter mais da história dele em breve) pode ser considerado um dos jogadores mais completos da história da liga por sua coleção de triple-doubles. Mas será que isso é o mais próximo da perfeição que um atleta profissional já conseguiu chegar?

A resposta é curta e grossa: NÃO!

Durante os quase 70 anos de NBA, já tivemos casos de jogadores que conseguiram alcançar quádruplo-duplos em um mesmo jogo, poucos casos, é verdade, mas eles não são como dente de galinha, eles existem.

Tudo começou em 1974, quando a NBA oficialmente passou a computar os roubos de bola e os tocos. Nesse ano Nate Thurmond, pivô do Chicago Bulls, teve uma atuação arrasadora na estreia da temporada, diante do Atlanta Hawks. A partida também era a primeira do camisa 42 pela equipe que anos mais tarde revelaria Michael Jordan. O jogo terminou 120x115 para os Bulls após uma prorrogação e pela primeira vez na história pudemos registrar um quádruplo-duplo, foram 22 pontos, 14 rebotes, 13 assistências e 12 tocos em 45 minutos em quadra.

Anos mais tarde o ala do San Antonio Spurs, Alvin Robertson, colocaria seu nome na história durante vitória de sua equipe contra o Phoenix Suns. O jogo aconteceu em fevereiro de 1986 e valia pela temporada 85/86 da liga, vencida pelo Boston Celtics. Nesse ano também a NBA premiou pela primeira vez o jogador que mais evoluiu de uma temporada pra outra, e adivinhem quem foi o pioneiro nesse prêmio? Ele mesmo... o camisa 21 dos Spurs. Robertson marcou 20 pontos, pegou 11 rebotes, fez 10 assistências e roubou 10 bolas, sendo até hoje o único da história a completar o quádruplo-duplo com roubadas ao invés de tocos.

Em 1990 outro pivô voltava a passar perto da perfeição. O nigeriano naturalizado norte-americano Hakeem Olajuwon terminou a partida em que seu Houston Rockets venceu o Milwaukee Bucks por 120 x 94. Vestindo a camisa 34 do time vermelho, Hakeem anotou 18 pontos, pegou 16 rebotes, deu 10 assistências e ainda bloqueou seus adversários em 11 ocasiões.

Encerrando a lista temos o “almirante” David Robinson, que em 17 de fevereiro de 1994 marcou 34 pontos, fez 10 assistências, deu 10 tocos e também 10 rebotes na vitória do seu San Antonio Spurs por 115x96 contra o Detroit Pistons. Os Spurs também se tornou o primeiro e único time a ter dois jogadores nessa lista.

De lá pra cá já são mais de 21 anos e muitos nomes flertaram com o feito, o mais recente é Anthony Davis, do New Orleans Pelicans. Em jogo realizado no último dia 15 de março contra o Denver Nuggets, o “monocelha” marcou 36 pontos, pegou 14 rebotes, deu 7 assistências e deu 9 tocos, muito perto de entrar para a difícil lista.

Muitos grandes jogadores tentaram, poucos conseguiram, mas a história está aí para ser recontada. Em quem vocês apostam para ser o 5º desse restrito hall? Deixem nos comentários!

Fui!
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...