quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Resenha in Loco - Bundesliga

É um prazer escrever mais um "Resenha in Loco" internacional para vocês.

Dessa vez, será sobre a minha ida à um jogo da Bundesliga, ou melhor, o Campeonato Alemão.

Chegada ao Borussia Park.

Fui assistir o confronto entre Borussia Mönchengladbach x Hoffenheim, em Mönchengladbach, válido pela décima rodada. Como todo fã de esporte, você já deve saber que o placar terminou com vitória do time da casa por 3 x 1. Aliás, apareci na transmissão da TV em dois dos três gols marcados pelo M'Gladbach. Eis o print screen da tela que não me deixa mentir.

Sim, estava com a camisa do Vasco da Gama

O Borussia Park.

O estádio do Borussia M'Gladbach foi construído em 2004 e não deve absolutamente nada aos da Copa do Mundo no Brasil. Confiram o vídeo abaixo minhas impressões.



Os torcedores.

Estava próximo da torcida adversária, mas não vi absolutamente nenhum incidente.

"Igual" ao Campeonato Brasileiro, o estádio estava praticamente cheio: 52.409 presentes. A torcida que "puxa o time" é a que fica na parte onde não há cadeiras, conforme mostrei no vídeo acima. Eles não param de cantar e vibrar nem por um minuto. O restante é aquela típica torcida de platéia, que reage conforme os lances da partida.

Vale ressaltar que a presença de famílias inteiras e muitas crianças.



Visão do meu assento, acompanhando o aquecimento dos goleiros do Hoffenheim

O ingresso custou 22 Euros e foi entregue na minha casa, na Holanda. Os lugares marcados eram devidamente obedecidos e não faltavam pessoas para ajudar a se localizar dentro do estádio. 

Comida no Estádio.

Até o picolé é personalizado com as cores do time.


Um dos fatores que mais me chamaram a atenção foi a comida servida dentro do estádio. Todo o esteriótipo que temos da Alemanha se confirmou. Era Pretzel salgado, pão com salsicha, peixe com batata frita (fish and chips) e, claro, muita cerveja! Ela era servida num copo especial de plástico reforçado, geralmente com uma foto de um momento marcante na história do estádio. Curioso era o incentivo a reciclagem: quando você devolvia o copo, você ganhava 0,10 centavos de volta.

Os Brasileiros em campo

Cada time tinha um jogador brasileiro. No lado do Borussia, era o atacante Raffael. Já no Hoffenheim, era Firmino, recém convocado por Dunga para disputar amistosos da seleção brasileira em novembro.

Vi vários torcedores com a camisa 11 do Raffael no estádio e alguns alemães que percebiam que eu era brasileiro (pois estava usando a camisa do Vasco), começavam a elogiar o jogador. Ele é idolo por lá.

Em relação ao Firmino, ele não jogou tão bem quanto esperava. Deu alguns bons passes, chegava bem na frente, mas ficou boa parte do jogo apagado. Esperava mais dele, após a convocação.


Conclusão

Vale muito a experiência de ir a um jogo da Bundesliga. Acabei sendo agraciado com uma boa partida de futebol, num belo estádio, que proporciona uma atmosfera muito bacana. Quando tiver oportunidade, repetirei a dose.

Caso queria acompanhar minhas peripécias na Holanda, acompanhe meu site clicando na imagem abaixo:

 Masters Pelo Mundo



Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...