quarta-feira, 26 de novembro de 2014

O Capitão Chorão

O choro contra o Chile
Fala galera! Na semana passada uma das principais notícias sobre a Seleção Brasileira que apareceu nos jornais não foi com relação a mais uma vitória do time de Dunga, e sim sobre a reclamação do zagueiro Thiago Silva sobre não ser mais o capitão da equipe, ou melhor, sobre não ter sido avisado de que não seria mais o capitão.

Minha opinião é simples sobre o caso: Dunga não deve satisfação a Thiago.

Quando se encerra o "ciclo Felipão", todos os jogadores deveriam ter consciência que ali se encerra também todo e qualquer acordo entre eles. Quem tinha "o acordo da faixa" com o zagueiro era o ex-treinador, e mesmo assim, sendo muito bonzinho e gente boa, ele deveria avisar caso fosse fazer a troca da braçadeira.

Dunga não tem obrigação nem mesmo de convocar o zagueiro do PSG, ele podia escolher qualquer outro jogador, e isso não o obrigaria a ligar para Thiago e avisar que ele não seria convocado. Pra mim isso se chama excesso de frescura.

Neymar faz média e entrega a faixa
Thiago Silva sempre se mostrou um grande zagueiro, foi um bom capitão por um grande período, mas fraquejou em momentos cruciais, principalmente durante a Copa do Mundo. Nas oitavas contra o Chile ele se mostrou completamente despreparado para tal responsabilidade.

Eu sempre tive a visão de que o capitão é o cara que puxa o time, que comanda, que lidera, e não o cara que senta na bola, pede pra não bater um pênalti decisivo e chora. Ok... muitos vão dizer que foi ótimo ele ter feito assim, já que poderia ter tremido na batida e desclassificado o Brasil. Concordo! Mas dali em diante, se eu fosse o treinador da equipe, não daria a faixa pra ele nunca mais.

Ou você gostaria de trabalhar "para um líder" que se omite na hora da decisão?

Fui!
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...