sábado, 22 de novembro de 2014

A hora de escrever a história

Fala galera! Em maio desse ano apresentamos uma estatística que mostrava que a Mercedes encaminhava para se tornar a equipe mais dominante da história da Fórmula 1. Na ocasião, após cinco etapas do Mundial, a equipe alemã havia conquistado 91,63% dos pontos disputados, perdendo apenas para a Williams de Mansell e Patrese, que em 1992 havia feito 92,50% dos pontos nas primeiras etapas.

Com uma vitória e um oitavo lugar na etapa seguinte, que seria disputada em Mônaco, a equipe tomaria a ponta da "Williams Voadora". Só que eles foram além... com vitória de Rosberg e segundo lugar de Hamilton, a Mercedes pulverizou as estatísticas.

Agora, faltando apenas uma etapa para o fim da temporada, Rosberg e Hamilton precisam terminar ao menos com a 2ª e a 3ª colocação para ultrapassar a recordista, a "McLaren perfeita" de 1988, quando Senna e Prost disputaram o título.

Na ocasião a equipe venceu 15 das 16 etapas, conquistando 10 dobradinhas - recorde que foi batido no GP de Interlagos, quando Rosberg e Hamilton garantiram a 11ª dobradinha na temporada, mas é importante considerar que em 2014 teremos 19 etapas, ou seja, 3 a mais do que tivemos em 1988. Ao todo foram conquistados 199 pontos, de um total de 240 em disputa, um percentual de 82,92%.

Hoje, sem considerar a etapa final de Abu Dhabi, que será disputada amanhã, a Mercedes somou 651 pontos de 774 em disputa, um percentual de 84,11%, o que já lhe daria o recorde.

Só que com o novo regulamento da temporada 2014, a prova final vale o dobro de pontos, o que nos deixa mais 86 pontos em aberto e obriga que os pilotos da equipe, que brigam pelo título da temporada, estejam ao menos no pódio. Se isso acontecer, teremos uma nova recordista e a equipe perfeita de 1988 fica pra trás.

Em caso de vitória de um dos pilotos, basta ao outro piloto a 6ª colocação para que o recorde seja batido.

Mas caso nada disso aconteça e uma grande zebra apareça teremos que continuar vibrando com as vitórias de Senna e de Prost e da McLaren-Honda de 1988, se bem que nada impede que possamos continuar colocando a equipe perfeita no pedestal.

Boa corrida para todos!

Fui!
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...