quarta-feira, 16 de julho de 2014

A Copa das Copas


Fala galera!

Infelizmente estamos todos sofrendo com a crise de abstinência pós-copa. Não é fácil, após um mês assistindo grandes duelos, clássicos mundiais, vendo os melhores jogadores do mundo em campo e agora, uma semana depois, voltar a acompanhar os campeonatos nacionais. Todos já devem ter ouvido dizer (ou também partilham desta mesma opinião) de que a Copa 2014 foi a Copa das Copas. Deu tudo certo, como se estivesse seguindo um roteiro: as torcidas deram show, o povo brasileiro foi extremamente hospitaleiro, não tivemos sérios incidentes ou manifestações. E dentro de campo, foi tudo melhor ainda. Abençoado quem pôde ver todos (ou a maioria) dos jogos, realmente é pra ficar pra história.

Pesquisando pelos portais e sites especializados, resolvi fazer um apanhado dos números e estatísticas finais dessa Copa do Mundo. Tem muita coisa interessante.

  • Foram 171 gols em 64 jogos, uma média de 2,67 gols/jogo, empatando com a média da Copa de 1998, na França. Ou seja, foi a melhor média dos últimos 16 anos!
  • 1689 chutes foram disparados para o gol. Uma incrível média de 26,3 chutes por jogo! É claro que nem todos foram no alvo. Dos 1689, 1008 foram no alvo e 681 pra fora.
  • Tivemos 288 impedimentos, uma média de 4,5/jogo.
  • 733 foi o número de defesas feitas pelos goleiros.
  • Na questão disciplinar, foram distribuídos 187 cartões amarelos e 10 vermelhos.
  • E os passes? Alguém sabe chutar quantos passes foram trocados durante toda a competição? Pois foram 50628 durante todo o torneio, quase 800 passes por jogo.
  • Foram dados 1633 carrinhos, 932 bloqueios de chutes e 7780 interceptações e/ou roubadas de bola.
  • Coletivamente falando, tivemos a Alemanha com o maior número de gols marcados (18) e mais assistência (13). A defesa menos vazada foi a da Costa Rica (do goleiro Navas) com apenas 2 gols. Já a mais vazada, infelizmente, foi a nossa, com 14 gols sofridos (um recorde negativo).
  • Nós também fomos o país que mais chutou, com 111 finalizações. O lanterna foi o Irã, com apenas 27.
  • A Holanda foi o país que mais cometeu faltas (127) e também o que mais teve impedimentos (27).
  • Individualmente, tivemos James Rodriguez como artilheiro (6 gols), Juan Cuadrado como mais assistências (4 passes para o gol), Benzema com mais chutes (32) e mais chutes certos (25), Fellaini com mais faltas cometidas (19), Thiago Silva com mais cartões amarelos (3) e Van Persie com mais impedimentos (12).
Esses foram apenas alguns dos mais variados e interessantes números que a Copa nos proporcionou dentro de campo. A saudade já está batendo, cada dia mais forte. Mas não tem problema, cada dia que passa, é um dia a menos para a próxima. 

Como disse Fernando Vanucci sobre a África do Sul, após a final da Copa de 2006, a "Rússia está logo ali"!
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...