terça-feira, 15 de julho de 2014

1950, o fantasminha camarada

O fantasma de 1950: ei-lo
O ano de 2014 vai ficar marcado para as próximas gerações. Se até hoje nós nos ressentíamos pela dura derrota de 1950, agora nos envergonharemos pela surra tomada. Tudo bem, pelo menos perdemos para os campeões, isso pode tentar amenizar um pouco a dor. Mas, definitivamente, não apagará da história o que aconteceu naquele fatídico dia 8 de julho.

Isso tudo me lembrou Anderson Silva, que perdeu a primeira luta, pediu revanche e na segunda chance acabou saindo mais quebrado que na primeira oportunidade. Na primeira vez, perdeu para o próprio ego, na segunda, por clara falha técnica.

Mas se o Maracanazo foi substituído pelo Minerazo, como as gerações futuras denominarão o final dessa Copa da Seleção Brasileira? Se o temível fantasma de 1950 não se mostrou mais tão aterrorizador, como essa nova geração será conhecida? O monstro de 7 cabeças de 2014? O demônio de BH? Ou, seria ainda, o holocausto no Brasil?

Só tempo poderá tirar essa dúvida. O fato é que alguma alcunha será criada pela mídia, e na cabeça dos que ainda não nasceram ou que ainda não entendem ficará a imaginação do que representou a derrota na semi-final de uma Copa do Mundo por um placar tão elástico. Também tentarão entender o que se passava na cabeça dos milhões de brasileiros que, perplexos, viram a gloriosa camisa amarela, de tanta história e de tantos mitos ser massacrada de uma forma como jamais se viu e jamais se verá novamente.

Fomos testemunhas oculares de um fenômeno único, que ficará engasgado eternamente na garganta. Sobrará a nós contar a nossos filhos e netos, que talvez nem acreditem no que estaremos narrando, mas saberão que uma vez o Brasil perdeu de 7 a 1.
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Um comentário:

  1. Eu fiquei atônito no momento da pane, mas confesso que depois de tudo que vi nessa Copa, não consegui me sentir revoltado com a derrota, por mais vergonhosa que tenha sido.

    Prefiro exaltar o sucesso do Mundial, o melhor da história!

    Acho que não ficarei com essa marca... sei lá...

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...