sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Tapetão, tapetão e mais tapetão

Fala galera!

Pra dar continuidade à semana repleta de polêmicas e imbróglios, vamos manter o post de hoje na mesma linha. Tivemos o "Caso Joinville", a discussão sobre as torcidas organizadas, a revolta com os dirigentes, os julgamentos no STJD, possibilidade de "virada de mesa" e muito mais. Atlético PR, Flamengo, Fluminense, Portuguesa e Vasco são os times que estão diretamente envolvidos em tudo isso que está acontecendo.

Pois hoje, aproveitando este clima de tapetão pra lá, tapetão pra cá, vou listar alguns dos mais famosos casos de tapetão e virada de mesa que já vimos no futebol brasileiro, e como isso só vem a prejudicar a prática do esporte e a torcida/admiração dos torcedores.

1974 - Vasco
Em 1974, o regulamento do Campeonato Brasileiro determinava que o time de melhor campanha que chegasse à final teria o mando de jogo. Mas não foi o que aconteceu. O Cruzeiro, melhor time até então, foi punido pela CBF e acabou perdendo o mando de campo. Sorte do Vasco, outro finalista, que decidiu o Brasileirão no Maracanã e sagrou-se campeão.

1992 - Grêmio
Em 1992, o Grêmio disputou a segunda divisão do Campeonato Brasileiro. A campanha não foi nem um pouco boa e a equipe terminou em 11º, ou seja, deveria disputar a série B novamente, em 1993. Foi aí que a CBF "inovou" e resolveu que subiriam 12 times para a série A do ano seguinte, ao invés dos tradicionais 2 times. Dessa forma, o Grêmio foi "agraciado" com a promoção de volta à série A.

1996 - Fluminense
Em 1996, Bragantino e Fluminense ficaram nas últimas duas posições do Campeonato Brasileiro e deveriam ser rebaixados para jogarem a Segunda Divisão em 1997. No entanto, novamente, a CBF resolveu inovar, alegou a existência de problemas relacionados à arbitragem e decidiu que não haveria rebaixamento de nenhum time. Em 1997, o campeonato nacional aconteceu com 26 equipes.

1999 - Botafogo/Gama
Em 1999, o jogador Sandro Hiroshi atuou de forma irregular pelo São Paulo em 2 jogos, o que resultou num acréscimo de 2 pontos para o Internacional e 3 pontos para o Botafogo. Naquela época, a classificação era calculada baseada na média de pontos do campeonato atual (1999) e do campeonato anterior (1998). Com a decisão do STJD de ganho de pontos para Internacional e Botafogo, o Botafogo - que deveria ser rebaixado - cedeu seu lugar ao Gama. Foi aí que o time do Distrito Federal não aceitou a decisão do tribunal, entrou na justiça comum e é o único clube do mundo que conseguiu jogar um campeonato por força de decisão judicial. Ficou acertado também que a CBF seria impedida de comandar o Brasileirão do ano seguinte, de 2000.

2000 - Fluminense
Em 2000, como todos sabem, a CBF estava impedida de organizar o Campeonato Brasileiro. O Clube dos 13 se reuniu e assumiu a organização do campeonato, adotando o nome de Copa João Havelange, que contou com 116 times em 4 módulos (um deles, era o módulo principal). O Fluminense, que havia sido o campeão da terceira divisão em 1999, pulou direto para o módulo principal, e por lá ficou. O Bahia, que havia jogando a 2ª divisão em 1999, também foi beneficiado e alçado para a 1ª divisão.

2005 - Corinthians
Em 2005, tivemos a taça "Edílson Pereira de Carvalho", árbitro que fez parte do esquema de manipulação de resultados, causando a anulação e remarcação de 11 jogos. Com os jogos remarcados, o Corinthians conseguiu pontos nos jogos em que tinha perdido anteriormente (havia perdido 6 pontos contra São Paulo e Santos e conseguiu reaver 4 deles, nos jogos remarcados) e sagrou-se campeão do Brasileirão de 2005 (com uma diferença de 3 pontos para o Internacional, 2º colocado).

2013
Estamos diante de um dos maiores tapetões do Campeonato Brasileiro. Como disse no início do post, são pelo menos 5 times que aguardam pela decisão dos julgamentos: Atlético PR, Flamengo, Fluminense, Portuguesa e Vasco. Na semana que vem teremos os julgamentos, com possibilidade de vermos a Portuguesa e/ou Flamengo rebaixados e Fluminense e/ou Vasco se mantendo na série A, além de uma inversão de posições entre Botafogo e Atlético PR (o que não afetaria o G4). Uma festa só. Uma festa totalmente desnecessária e inconsequente.

O futebol brasileiro em 2013 terminou, mas ainda está longe de acabar...

Até a próxima!
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Um comentário:

  1. Bom dia,

    Sou um emprestador de dinheiro registrado privado. Nós damos a empréstimos para ajudar as pessoas, as empresas que precisam atualizar seu status financeiro em todo o mundo, com muito Minimal taxas de juros anuais tão baixos quanto 3% dentro de um ano a 30 anos de reembolso período de duração para qualquer parte do mundo. Nós damos a empréstimos na faixa de € 5000 a € 100.000.000. Nossos empréstimos são bem segurado, para o máximo de segurança é nossa prioridade. Pessoa interessada deve entrar em contato conosco através do email: (calvinkingloanmanagementfirms@gmail.com)

    Oferta de empréstimo.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...