segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Facada nas costas

Hoje a ex-tenista sérvia, naturalizada americana, Mônica Seles, completa 40 anos de idade. Mônica se destacou muito no início da década de 90, com duelos emocionantes contra a alemã Steffi Graf. As duas fizeram jogos memoráveis, com vitórias para ambos os lados, mas que foram interrompidos por uma fatalidade (será?) com a tenista sérvia.

Como disse acima, a sérvia (vou tratá-la dessa forma, sem a naturalização) e a alemã se enfrentaram diversas vezes, Graf era a número um do mundo até surgir a rival, vencendo tudo, ameaçando o reinado da loira, e roubando o posto pela primeira vez em Março de 91, quando ainda tinha 17 anos.

Em um torneio disputado em Hamburgo, na Alemanha, durante o duelo de Seles contra a búlgara Magdalena Maleeva, pelas quartas de final da competição, no dia 30 de Abril de 1993, ou seja, há 20 anos, uma das cenas mais tristes e revoltantes da história do tênis acontecia...

Seles vencia por 6-4 e 4-3 e se dirigia para o banco, durante um intervalo de games, quando um grito paralisa o público. Um sujeito é enforcado por espectadores, poucos entendem o que acabou de acontecer.

Comoção na quadra, todo mundo apreensivo, até que percebem Seles com marcas de sangue nas costas. Até a tenista adversária começa a chorar, enquanto os médicos tentavam ajudar Seles. Enquanto isso os policiais, seguranças e espectadores se esforçavam para prender o "terrorista".

Günther Parche, o sujeito que estava sendo enforcado, um alemão fanático por Steffi Graf, cravou uma faca de cozinha de aproximadamente 23 centímetros nas costas da rival. Foi preso e liberado pouco tempo depois, alegando insanidade mental (e alguém duvida disso?), fato que Seles nunca perdoou, inclusive cita em sua biografia: "é um país que não puniu o homem que me apunhalou pelas costas". Em virtude disso, Monica nunca mais pisou em solo alemão. Vejam no vídeo abaixo a partir de 2 minutos:



Seles havia vencido 7 dos últimos 9 Grand Slams, poderia ser a tenista mais vitoriosa da história, mas essa facada, de verdade, reduziu o potencial da sérvia. Se antes disso ela venceu 8 Grand Slams, depois de seu retorno, já em 95, ela venceria somente mais 1.

E assim termina uma das cenas mais tristes da história do tênis, talvez do esporte mundial.

Parabéns Monica Seles, sempre será uma das maiores tenistas da história, mesmo sem os números que comprovem isso!

Fui!
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...