sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Copa do Mundo 2014? Só se for a passeio...

Fala galera!

De fato, sabemos que na Copa do Mundo, como o nome já diz, temos a rara oportunidade de ver em campo os melhores jogadores do mundo. As principais seleções sempre conquistam suas vagas e as estrelas vêm a campo, todas em um mesmo país, atrás de um único objetivo: o título mundial e a "hegemonia" pelos próximos quatro anos. Infelizmente, alguns gênios e craques jogam por seleções fracas, sem coletividade, sem força de equipe, onde apenas eles são os grandes diferenciais. Como já esperado, a chance de classificação e conquista de uma das tão sonhadas 32 vagas é bem pequena.

Nessa semana, pudemos acompanhar um grande duelo entre Suécia e Portugal, em Estocolmo. Mais do que a belíssima exibição que ambas as seleções nos proporcionaram, havia outra disputa em campo: quem viria para a Copa do Mundo no Brasil? Cristiano Ronaldo ou Zlatan Ibrahimovic? Como todos já viram, num jogo de 5 gols (todos marcados pelos 2 gênios na bola), o português levou a melhor e carimbou seu passaporte para as terras brasileiras.

Mas, o que poucos sabem (ou, pelo menos, foi ofuscado por esse duelo particular entre os dois), é que grandes jogadores ficarão de fora também, justamente por não conseguirem carregar o piano sozinho de suas equipes. Grandes feras do mundo da bola terão que acompanhar a copa do mundo das arquibancadas ou então de um confortável sofá de suas longínquas residências. São tantas estrelas que ficaram de fora, que resolvi escalar uma seleção, que, acredito eu, teria grandes condições de brigar por uma boa colocação, se viesse ao Brasil. Optei pelo tradicional esquema 4-4-2. São eles:

  • Goleiro: Petr Cech (Chelsea) - República Tcheca
  • Zagueiro 1: Subotić (Borussia Dortmund) - Sérvia
  • Zagueiro 2: Vidic (Manchester United) - Sérvia
  • Lateral Direito: Piszcek (Borussia Dortmund) - Polônia
  • Lateral Esquerdo: Alaba (Bayern de Munique) - Áustria
  • Volante 1: Sahin (Borussia Dortmund) - Turquia
  • Volante 2: Ramsey (Arsenal) - País de Gales
  • Meia 1: Hamsik (Napoli) - Eslováquia
  • Meia 2: Gareth Bale (Real Madrid) - País de Gales
  • Atacante 1: Ibrahimovic (PSG) - Suécia
  • Atacante 2: Lewandowski (Borussia Dortmund) - Polônia
Como vocês podem ver, daria uma mega seleção. Infelizmente não poderemos ver esses atletas desfilando sua técnica e fama pelos estádios brasileiros. Como curiosidade, a grande maioria vem do Leste Europeu e o Borussia é o time que mais "cederia" jogadores pra essa minha seleção. Além deles, outros grandes jogadores poderiam ser os suplentes desse elenco. Só pra citar alguns: Ivanovic, Agger, Skrtel, Arda Turan, Rosicky, Adebayor, Berbatov, Pandev, Vucinic, Cissé e Demba Ba.

E você, amigo do Resenha Esportiva? Escalaria alguém nesta seleção que eu não escalei? Lembrou de algum outro nome que pode ter passado despercebido? Conte pra gente!

Até a próxima! 
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Um comentário:

  1. Olá, Osmar!
    Seleção de apenas um selecionado. Uma andorinha só não faz verão... www.assuntodofutebol.com.br

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...