sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Salários astronômicos no esporte - tem limite?

Fala galera!

Que o mundo dos esportes faz girar muito dinheiro, todo mundo já sabe. Mas muita gente não imagina que são valores tão exorbitantes como realmente são. Muitos atletas recebem - em apenas um ano - o que um trabalhador comum receberia apenas se tivesse dezenas de milhares de anos de vida. É impressionante. Fica ligado que no final do post eu faço essa comparação pra você se desesperar um pouquinho.

Motivado pela recente renovação de contrato do astro português Cristiano Ronaldo - que agora receberá cerca de 51 milhões de reais por ano no Real Madrid - fui procurar quais foram os maiores salários esportivos de 2012. Eu já sabia que o boxe e o golfe eram responsáveis por pagar grandes fortunas para um único atleta. Não só confirmei como vi outros esportes que entram nesse meio aí.

Foi aí que me perguntei: será que não tem fim? Será que os salários tendem a ficar cada dia mais astronômicos? Esquecendo da famosa inflação e correção monetária que fazem o salário ser reajustado anualmente, será que eles devem aumentar indefinidamente? O esporte evoluirá num ritmo em que sempre teremos novos mitos e novas lendas pra poderem receber salários ainda maiores que os já pagos atualmente?

Pacquiao e Mayweather: os maios salários esportivos vêm do boxe
Segue abaixo a lista dos top 10 salários anuais de 2012:

1) Boxe: Floyd Mayweather - US$85 milhões
2) Boxe: Manny Pacquiao - US$62 milhões
3) Golfe: Tiger Woods - US$59,4 milhões
4) NBA: LeBron James - US$53 milhões
5) Tênis: Roger Federer - US$52,7 milhões
6) NBA: Kobe Bryant - US$52,3 milhões
7) Golfe: Phil Mickelson - US$ 47,8 milhões
8) Futebol: David Beckham - US$ 46 milhões
9) Futebol: Cristiano Ronaldo, US$ 42,5 milhões
10) NFL: Peyton Manning, US$ 42,2 milhões

Neste ano de 2013, com certeza, todos eles (como o exemplo de Cristiano Ronaldo que falei no início do post) já recebem salários maiores que os do ano passado. E assim vai continuar, podem ter certeza. Para efeito de comparação, um trabalhador no Brasil que recebe um salário mínimo (R$678,00) por mês, precisará de viver simplesmente 6.268 anos para poder receber o que o português recebe em um único ano. Se você não nasceu com nenhum dom sobrenatural para algum esporte, é bem provável que você esteja nesse meio desproporcional aí.

E aí, tem limite?

Até a próxima!
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...