quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Grandes seleções de países que não existem mais: Iugoslávia

A geopolítica mundial nos proporciona situações que podem mudar consideravelmente o mapa mundi do futebol. Já há algum tempo, o Resenha Esportiva se envereda em mostrar ao leitor (ou pelo menos lembrar) grandes seleções que já passaram pelo cenário do esporte bretão, mas que devido a divisões ou outras situações de ordem política esses países foram extintos.

Desde 2010, quando falamos da seleção da Alemanha Oriental, sinalizamos que esse tema nos interessava. A partir da última semana, me comprometi a trazer esse tema novamente à tona, já que mostram curiosidades das quais muitas vezes nos esquecemos.

E hoje vamos de seleção iugoslava. Conhecidos pela alcunha de "Brasileiros da Europa", ficaram famosos por mostrarem ao mundo um futebol diferenciado em relação aos outros países do continente. Com jogadas rápidas e envolvente e, principalmente, usando de artifícios como o drible (até hoje isso não é muito comum por lá, com algumas exceções, claro), por duas vezes chegaram ao topo do continente.

Chegaram à final da Eurocopa em duas ocasiões (1960 e 1968), além de 3 finais de Jogos Olímpicos. Sua última campanha de destaque em Mundiais foi em 1990, quando alcançou o 5° lugar. Antes disso, havia sido semifinalista nas edições de 1930 e 1962, curiosamente ambas na América do Sul.

Sua última participação em Copa do Mundo foi em 1998, quando perdeu para a Holanda nas oitavas-de-final pelo placar de 2 a 1. Nessa época, os sinais do desmanche já se mostravam bem claros, quando uma das dissidentes, a Croácia, chegou ao 3° lugar já na sua primeira participação. Em 2000 a Iugoslávia participou de sua última edição da Eurocopa, quando foi mais uma vez eliminada pelos holandeses, que dessa vez foram mais impiedosos: 6 a 1 nas quartas...

Ainda chegou a participar das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2002, mas terminou a fase de grupos em 3° lugar, atrás de Rússia e Eslovênia. Sua última partida oficial foi justamente na despedida dessas Eliminatórias, na vitória de 6 a 2 sobre Luxemburgo.

Para quem não se lembra, a estreia de Vanderlei Luxemburgo no comando da Seleção Brasileira em 1998 foi contra os Iugoslavos, em um jogo que ficou no empate de 1 a 1. O gol brasileiro foi marcado por Marcelinho Carioca. Além disso, nós já os enfrentamos por duas vezes em Copas do Mundo (1954 e 1974), na preparação para a Copa de 2002 e em um amistoso no ano de 1986, quando Zico marcou um dos seus gols mais famosos pela Seleção Brasileira.






Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...