segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Ética, esporte, valores e dinheiro

* por Álvaro Mendes Wanderley

Após longo e tenebroso inverno estou de volta, e volto publicando uma crítica ao tema do seguinte texto em Inglês chamado “On Kimi Cash and Integrity” (Sobre Kimi Dinheiro e Integridade), que resume todo a celeuma envolvendo a saída de Kimi Raikkonen da Lotus e a indignação da equipe, que tentou se fazer de enganada, dando a entender que o finlandês só voltou à Fórmula 1 pelo dinheiro. A íntegra pode ser lida em http://thewriteformula.net/2013/10/14/on-kimi-cash-and-integrity.

Lendo em Inglês ou em Português a ideia é a mesma (quem precisar pode usar a tradução do Google sem sustos!) e repete algo que eu também senti e opinei antes mesmo de a volta de Kimi à Ferrari ser anunciada. Como pessoa que ama o que faz, continuou dando o que pode pela Lotus - mesmo sem receber venceu três corridas e pontuou em 25 corridas consecutivas, quebrando um recorde de Michael Schumacher. No entanto, como pessoa normal que é como você e eu, por mais que ame o que faz, não há sentido em trabalhar sem receber o que lhe é de direito por contrato - no caso, as bonificações por ponto conquistado, algo que historicamente equipes que não nadam em dinheiro, como a atual Lotus, costuram em seus contratos. No caso específico de Raikkonen a soma ultrapassa 100 milhões de libras.

O voto de confiança à Lotus foi dado no ano passado, quando a mesma coisa aconteceu e Kimi eticamente ficou quieto até que os atrasados de 2012 fossem pagos, o que aconteceu apenas no início deste ano. De lá pra cá, no entanto a história se repetiu, e Kimi resolveu abrir o jogo durante a coletiva de imprensa em Cingapura. Sem revolta, mas de forma direta e lacônica, como sempre, disse porque estava saindo. Só isso.

Você leitor e trabalhador, se ficasse sem receber certamente resolveria tudo "indo pro pau!" e muita gente o apoiaria, certo? Então, Kimi, nem isso fez, foi apenas prático: pediu o boné e foi embora, porque dignidade não precisa de alarde, só de honestidade consigo mesmo.

Um abraço e até a próxima!
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...