quinta-feira, 3 de outubro de 2013

A macumba do Jô - parte 3

Caso tenha perdido algum capítulo, não deixe de ler clicando nos links abaixo:
A macumba do Jô - parte 1
A macumba do Jô - parte 2

Depois de boas atuações pela Seleção Brasileira, Jô finalmente se sente afirmado com a camisa amarelinha. Mas alguma coisa ainda o incomodava. Ele não conseguia dormir tranquilamente. Uma angústia tomava conta, como se tivesse feito alguma coisa errada.
Numa dessas noites, surge o seu velho proponente, envolto em uma nuvem fedorenta de enxofre:

- Está na hora de começar a cobrar a dívida!
- Que dívida? E eu lá tenho dívida com você? Já foi tudo acertado!
- Eu ainda nem comecei a me divertir. Eu fiz a minha parte, agora não tem mais volta.
- E o que você quer?
- Vou levar você e seus amigos à ruína. Nunca mais o Atlético vai ganhar, vai passar por uma série de jogos ruins até que vai chegar desacreditado no Mundial!

Dito e feito. Depois disso, o Galo começou a amargar posições inglórias, com atuações pífias, e Jô mal aparecendo nos gols da rodada.
A grande batalha pelo futuro de Jô começou
Já desesperado, Jô começa a se questionar se é válido o sucesso a qualquer custo. Enquanto meditava sobre isso, uma péssima notícia o assombra: seu grande amigo Ronaldinho sofre uma contusão e corre sério risco de ficar de fora do Mundial.

- Não é possível! O que eu faço agora? Se ficar assim até a Copa do Mundo eu não vou conseguir ser convocado! Hum... Pelo cheiro, eu sei que você está aí...
- Droga, nem consigo te assustar! Enfim, eu estou vendo que você está falando sobre a Copa. Mas quem disse que você vai estar lá? No máximo vai assistir de camarote!!!
- Não, você é que é um enganador!  Olha lá o pobre do Ronaldinho machucado...
- Nem vem, tudo isso só está acontecendo porque você foi mesquinho, sem humildade e acima de tudo egoísta. Você só pensou em você, não se preocupou com o fato de que pra você chegar onde chegou precisaria tirar pessoas do seu caminho. Quem é o mau da história toda?
- Socorro! Eu preciso de ajuda!
- Não adianta gritar, ninguém pode te ajudar mais!
- Ai, meu Deus... Eu preciso sair dessa...

E durante todo o desespero de Jô, surge uma forte luz. Mal dava pra identificar uma figura humana.

- Quem é você? – pergunta Jô
- Ora, quem mais eu poderia ser? Você acabou de pedir a minha ajuda...
- Ah não, não é justo! Ele é meu!
Obrigado, meu Deus!
Foto: Bruno Cantini
- Não, ele está arrependido de tudo o que fez. Ele sabe que para chegar no topo ele precisa trabalhar. Você realmente está arrependido, Jô?
- Sim, eu estou profundamente arrependido.
- Não há porque te deixar preso nessa maldição. Vai embora, você está livre. E não faça mais isso. E não se preocupe, o Ronaldinho vai recuperar e o time vai voltar a jogar como sabe.
- Obrigado, Senhor!!!
- E quanto a você, vá embora com as suas propostas, você não vai mais tomar o que ele tem.
- Você me paga! - disse, sumindo na sua nuvem de enxofre.


E assim, Jô aprendeu a lição. Começou a se preparar para o Mundial e contando com a recuperação de Ronaldinho espera marcar o gol do título para o Galo. Ele aprendeu que o topo é apenas uma conseqüência do trabalho árduo.

Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Um comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...