segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Turma da Mureta

Fala galera! Desde que os times do Rio voltaram a jogar no Maracanã, uma das cenas que mais se repetem nas transmissões de tv é quando aparecem torcedores que ficam atrás do banco de reserva e ficam "conversando" com os treinadores. É a chamada "Turma da Mureta".

Com o Flamengo acontecia em todos os jogos, Mano Menezes, então treinador do clube, "dava corda", brincava, levava na esportiva. Em seu último jogo pelo Fla, contra o Atlético Paranaense, foi possível ver inclusive torcedores com pranchetas e fantasiados de comentaristas.

Antigamente o Maracanã contava com a "geral", ali os torcedores, normalmente de origem mais humilde, ficavam no ouvido do treinador, corriam de um lado para o outro atrás da bola. Chega a ser possível fazer um paralelo entre esses dois gêneros de torcedor.

Porém, algumas situações extrapolam a normalidade, e chegam a atrapalhar.

Imagina se você fosse um treinador e fica com alguns torcedores o tempo todo atrás te falando o que tem que ser feito. Como raciocina? Imagina você passar o jogo todo tentando provar que não está sendo induzido pelo cara que tá ali atrás... ou então mostrar que não vai fazer determinada substituição só pra mostrar que quem manda é você...

No sábado aconteceu o mesmo no jogo do Flu, porém Luxemburgo ignorou o tempo todo, não deu corda como fazia Mano.

Nessa Luxemburgo mandou muito bem, isolou os chatos e focou no seu trabalho. Mano foi mal, se enrolou querendo ser simpático, quis ganhar o torcedor e perdeu o emprego.

Até quando é o limite do torcedor nesses casos? Ou melhor... há um limite?

A resposta é com vocês...

Fui!
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...