quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Kaká ou caca?

Fala galera! Kaká fez sua estréia (ou seria reestréia?) em jogos oficiais pelo Milan no último fim de semana. Uma partida em que o Milan suou pra empatar com o Torino em 2x2, e o brasileiro saiu de campo com uma lesão sem previsão de retorno aos gramados.

Kaká é considerado desde 2006 o único jogador capaz de desequilibrar pela seleção. Em 2007 levou o Milan ao título da Liga dos Campeões, competição que foi artilheiro, e do Mundial. Foi eleito o melhor jogador do mundo na ocasião.

Porém uma série de lesões e uma transferência milionária afetariam sua carreira nos próximos anos...

Contratado pelo Real Madrid em 2009, o segundo jogador mais caro do mundo (na época) foi para o time merengue com ambição de retomar o posto que havia perdido para Cristiano Ronaldo um ano antes. Com um início até certo ponto animador, aos poucos ele foi sendo deixado de lado.

Veio a Copa de 2010, Kaká era a única boa opção ofensiva brasileira, e mesmo lesionado foi para o sacrifício. Jogou todas as partidas e saiu da África como um símbolo da derrota canarinho. Disposto a voltar com tudo na Copa de 2014, brigou por espaço, se recuperou de mais outras tantas lesões, chegou a jogar bem pela seleção sob o comando de Mano Menezes. Mas assim que Felipão assumiu, as oportunidades sumiram junto.

Várias janelas de transferências se passaram, e finalmente, no último dia da última janela, Kaká conseguiu sua liberação para retornar ao Milan. O clube onde tudo ganhou e onde espera ressurgir.

Mas como falamos lá no início, a estréia não foi animadora. Além da lesão, o jogador chega questionado pela imprensa italiana. O jornal Gazzetta dello Sport, um dos mais tradicionais do ramo lá na bota, citou que "aquele que entrou no gramado em Turim, não foi o Kaká que deixou a Itália há 4 anos".

Em outro jornal famoso, o Corriere dello Sport, a presença de Kaká chega a ser questionada. O jornal estampa a manchete: "É ele ou não é ele?"

O camisa 22 vai parar por tempo indeterminado, enquanto isso não receberá salários.

A dúvida que fica é se Kaká ainda vai se recuperar e defender nossa seleção, ou se ele continua seu inferno astral e encerra de vez qualquer esperança de vê-lo em alto nível novamente.

As cartas estão na mesa, resta saber o que tem escrito nelas.

Fui!
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Um comentário:

  1. Esta fora, Luiz! Se Felipão não gostasse de Ronaldinho Gaúcho até poderia ser, mas não é o caso...www.assuntodofutebol.com.br

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...