segunda-feira, 30 de setembro de 2013

F1 versão 2009

Fala galera! O universo do esporte é recheados de "ses", tudo é "se fulano tivesse feito isso", "se beltrano fosse daquele jeito", então resolvemos colocar mais uma balinha na boca dos que gostam de suposições. E se a pontuação da Fórmula 1 ainda fosse como em 2009, o último ano sem título de Vettel?

Na ocasião a FIA chegou a pensar em uma classificação nos moldes olímpicos, onde o piloto com mais vitórias seria o campeão, independente de sua regularidade no campeonato. Pontuação vetada, ainda bem, mas que originou a nova pontuação, onde teoricamente o vencedor teria um valor maior perante os outros classificados.

Então vejamos... entre 2003 e 2009 a Fórmula 1 premiava com 10 pontos o vencedor, 8 para o segundo colocado, 6 para o terceiro, 5 para o quarto, e assim sucessivamente até o 8º, que somava 1 ponto na tabela de classificação.

De lá pra cá passamos à seguinte escala: 25, 18, 15, 12, 10, 8, 6, 4, 2 e 1. Agora são 10 pilotos beneficiados com a pontuação e uma diferença maior do primeiro para o segundo, pelo menos é o que parece...

Curioso que sou resolvi fazer a conta e cheguei à incrível conclusão: praticamente nada mudou, e pelo contrário, quem termina nas posições inferiores se beneficiou bem mais que o primeiro colocado.

Seguinte uma proporção podemos dizer que o 1º colocado ganha hoje 2,50 pontos a mais que antes, o 2º colocado tem na proporção 2,25 pontos a mais. Aí sim teve uma valorização. Mas buscando as outras colocações notamos que na verdade a segunda colocação foi desvalorizada, e não o primeiro se valorizou, como você pode notar no quadro ao lado.

Mas então, depois disso tudo, como ficaria a classificação de Mundial desse ano?

Simples... quase nenhuma alteração, como vocês podem notar na tabela abaixo.
 

A única alteração em termos de classificação é a de Kimi Raikkonen, que passaria à frente de Lewis Hamilton, o resto se manteria.

Com relação ao líder, Sebastian Vettel, a diferença seria praticamente a mesma proporcionalmente. Se hoje Fernando Alonso tem 2 corridas e mais um 5º lugar pra tirar, na pontuação antiga ele teria 2 corridas e um  7º lugar, quase a mesma coisa.

A verdade é que por mais que a FIA tente equilibrar a competição, o que manda é o piloto e o equipamento, e não a tabela.

Faço campanha para que a pontuação volte a ser como antes, pois dessa forma quem sai no prejuízo são os pilotos antigos, que nunca poderão ter seus pontos revistos nas tabelas históricas da competição.

Já deu...

Fui!
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...