sábado, 3 de agosto de 2013

O bombom que derrubou Oscar

Fala galera! Depois de um longo e tenebroso inverno, voltamos hoje com nossa série "Causos do Esporte". O personagem central da história é o maior jogador da história do basquete brasileiro, Oscar Schmidt.

Oscar é um dos nomes com mais recordes no basquete mundial, seja você admirador ou não de Oscar, é indiscutível suas marcas: maior cestinha da história, com 49.703 pontos, mais participações em Jogos Olímpicos, e maior cestinha da história das Olimpíadas e dos mundiais. Além disso ainda é o jogador mais que mais vezes foi o cestinha do Campeonato Italiano de Basquete. Além de ter em seu currículo título mundial de clubes pelo Sírio e o do Pan de 87 pela Seleção Brasileira.

Mas um recorde que pouca gente sabe, Oscar bateu há muitos anos atrás e dificilmente será quebrado...

Acabado o treino da Seleção Brasileira, Oscar estava pálido e não se sentia bem, os jogadores chamaram o médico do time que logo o levou para ser examinado.

Ary Vidal orienta Oscar, mais um recorde do Mão-Santa
Durante os exames o médico fez várias perguntas, entre elas queria saber se Oscar teria ingerido no almoço algo diferente dos companheiros, e o cestinha, sempre honesto, disse que não. Continuando a bateria de exames e de perguntas, o "Mão-Santa" foi questionado se no quarto da concentração poderia ter comido alguma coisa que não estava na dieta regular dos jogadores, ou algo que não estava permitido. Ele apenas respondeu que tudo o que comia era permitido, e que no quarto, a única coisa que ele comeu a mais, mas que não era proibido, pelo contrário, quem tinha dado era o treinador, era bombom. 

Acontece que na época, Ary Vidal era o técnico de Oscar na Seleção, e além de um grande treinador dentro das quatro linhas, também tinha um poder motivacional enorme para os jogadores. Sabendo que Oscar era um jogador extremamente competitivo, e também um grande comilão apaixonado por bombons, sugeriu a Oscar que a cada rebote que ele pegasse, lhe daria um "Sonho de Valsa".

O médico então lhe disse que ele estava com uma intoxicação alimentar, e de bate-pronto perguntou ao ala quantos rebotes ele tinha pego no treino.

E Oscar, com a cabeça baixa e de modo irreverente respondeu:

- 66.

Risada na sala do médico e mais um "causo" que ganhamos de lambuja.

Por hoje é só! Mas se querem ficar por dentro das curiosidades do esporte, nos acompanhem em nossas redes sociais: Twitter e Facebook

Fui!
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...