terça-feira, 6 de agosto de 2013

A queda do Dragão

Fala galera! No último fim de semana tivemos o UFC 163, o 4º realizado no Rio de Janeiro. No evento tivemos a defesa de cinturão de José Aldo, que se transforma no nome mais forte do esporte no Brasil, depois da derrota de Anderson Silva.

Nesse mesmo evento tivemos Lyoto Machida, no co-evento do dia, contra Phil Davis, em uma luta que provavelmente valeu a vaga de desafiante ao cinturão, caso Jon Jones vença Alexander Gustafsson, em 21 de setembro.

Essa luta levantou um questionamento sobre as regras da modalidade, ao declarar Phil Davis vencedor, mesmo após Lyoto dominar pelo menos 2 dos 3 rounds do combate.

Dana White, o presidente do UFC, disse em entrevista que em sua opinião Machida deveria ter vencido, já que foi melhor nos 3 rounds. Já o brasileiro se disse surpreso e decepcionado com o resultado, chegando a questionar se os juízes "analisam a luta como o wrestling, onde vence quem derruba mais".

A verdade é que quando você deixa a decisão nas mãos de terceiros, você tem que contar com a sorte, e no caso de Lyoto, ela não veio. A impressão que deu é que tudo que ele viesse a fazer na luta seria ignorado, desde que Phil Davis conseguisse aplicar uma queda.

Foi assim no 1º assalto, onde o karateca por pouco não nocauteou o adversário com uma sequencia de socos e joelhadas, e no final, faltando pouco mais de 20 segundos, foi derrubado, sem nenhum perigo. No segundo Davis conseguiu igualar a luta, e poderia até realmente ter vencido por 10x9. Já no terceiro só deu Lyoto, o americano não teve chance alguma.

O site FightMetric, especializado em estatísticas dos combates, mostrou que Lyoto foi muito mais eficiente que Davis durante a luta.

Algumas perguntas perguntas ficam no ar:

1 - Uma queda vale mais que muitos socos?

2 - O minuto final do round deixa melhor impressão que os 4 primeiros?

3 - Porque não ter um 10x10 na contagem?

São essas... as respostas estão com vocês!

Fui!
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...