quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Resenha Entrevista - Ruy

Fala galera! Pra aquecer as turbinas do novo ano que chegou conseguimos uma entrevista exclusiva com o jogador Ruy, ex-Botafogo, Cruzeiro, Fluminense e Grêmio e vamos mostrar pra vocês.

Ruy começou a carreira no América Mineiro, foi campeão da Copa Sul-Minas e Mineiro no início dos anos 2000. Fez parte do último grande time do Coelho, onde jogavam Palhinha, Milagres e Pintado. Foi vendido ao Cruzeiro e de lá ganhou o Brasil. Defendeu e virou ídolo no Botafogo, passou bem por Figueirense, Náutico, Grêmio e Brasiliense, além de ter defendido Fluminense, Boavista, Ipatinga e Guarani.

Além dos títulos conquistados pelo América ainda venceu a mesma Copa Sul-Minas pelo Cruzeiro e também o Supercampeonato Mineiro. Ganhou o Carioca 2006 pelo Botafogo, em um jogo que se lesionou e jogou os últimos minutos da partida chorando, para não deixar o time na mão, saíndo de campo ovacionado pela torcida. Venceu em 2011 o Campeonato Brasiliense, e agora está à procura de um novo clube para defender em 2013.

Vamos à entrevista.


Resenha Entrevista - Como foi seu início de carreira? Em quem você se inspirava? Qual seu maior ídolo?
Ruy - Comecei a jogar futsal com 6 anos, indo para o futebol de várzea de BH. Foi quando surgiu o convite para ir pro futebol de campo. Comecei no Sete de Setembro, filial do América Mineiro, pra onde mais tarde fui para o Juvenil, chegando ao Profissional. 
Não tinha um ídolo no meio do futebol, na época admirava muito o Ayrton Senna (meu ídolo). Passei a admirar muito o Ronaldo Fenômeno, principalmente pela sua superação e futebol.
RE - Ainda jogando pelo América fez parte do grupo Campeão da Copa Sul-Minas de 2000 e depois do Mineiro 2001, os últimos títulos expressivos do Coelho. Muito elogiado foi para o Cruzeiro, onde já se sagrou campeão mineiro de cara. O que faltou para ter uma seqüencia no time da Toca da Raposa?
Ruy - Realmente tivemos uma safra muito boa de jogadores no América. Os títulos conquistados no profissional foram amadurecendo ainda na base, onde fomos muito bem preparados ganhando praticamente tudo que disputamos.Quando chegamos ao profissional já sabíamos como era ser campeão e o gostinho delicioso das vitórias.
No Cruzeiro os títulos continuaram e a alegria foi imensa de ter participado de momentos importantes com o time e principalmente com o Mineirão lotadíssimo. Fiquei um bom tempo no clube, poucos falam, mas participei do início das conquistas da Copa do Brasil e Brasileiro. Na época tinhamos grandes jogadores pra posição, Maurinho que estava voando, e ainda Maicon no banco. Eu era usado pelo Vanderley Luxemburgo, como meia e lateral direito. Sempre era convocado para os jogos e era cortado no vestiário. Recebi então uma proposta do Guarani-SP, onde reduzi meu salário, mas apareci para o futebol nacional sendo eleito um dos 3 melhores laterais direito daquele ano, 2003.
RE - Começou jogando no meio e depois foi para a lateral, onde se destacou muito no Botafogo, por exemplo. Como foi essa transição? Quem foi responsável por essa decisão?
Ruy - A descisão foi do Vanderley Luxemburgo, vendo que eu tinha todo biotipo pra jogar na posição.
A transição foi muito tranquila pois eu tenho um ótimo preparo físico e já tinha atuado várias vezes nas categorias de base.
RE - Quando saiu do Botafogo saiu na imprensa que tudo estava encaminhado para uma temporada nos Estados Unidos. A história procede? O que deu errado na transferência?
Ruy - Realmente procede. Estava com tudo acertado, tirado os passaportes da minha família, o visto, escolhido meu apartamento pra morar e até o carro que eles iriam me dar estava escolhido. Mas meu Empresário na época, ou melhor, escritório de empresários que gerenciava minha carreira, desitiram, vendo que poderia ganhar mais ficando aqui no Brasil. Nesse ponto eles acertaram, pois pude atuar em grandes equipes.
RE - Hoje seu nome voltou a entrar em evidência após sua mensagem no Twitter como "disponível para contratação". Com a escassez de bons jogadores no país, principalmente na posição, é provável que em breve esteja em um grande clube novamente, já surgiu algum contato depois desse episódio? Algo que possa adiantar pros nossos leitores?
Ruy - Estou muito feliz com toda a repercussão, não esperava ser tão querido e respeitado por todos os torcedores do Brasil. Infelizmente fiz uma escolha meio que errada em minha carreira, fui motivado apenas pelo lado financeiro e fiquei afastado por muito tempo dos grandes mercados do futebol e ficando afastado da vitrine. Infelizmente sem empresário no meio que seja mais influente as coisas ficam bem mais difíceis, essa é a verdade, porque currículo eu tenho e vários títulos também.
RE - Nos conte sobre algum jogo ou competição inesquecível em sua carreira, aquela que por mais que o tempo passe nunca sairá de sua memória. Como foi? Onde foi? Qual sua melhor recordação dela.
Ruy - Sem dúvidas nenhuma foram em 2 clubes em especial. Cruzeiro e Botafogo.
No Cruzeiro ficou eternizado minha jogada e assistência para o gol do nosso maior ídolo o Sorín.
E no Botafogo, os jogos das finais do Campeonato Carioca, onde atuei com o meu tornozelo direito totalmente imobilizado e sendo ovacionado por todo o Maracanã, com 70 mil torcedores gritando o meu nome, em meio a grande jogadores no elenco.
RE - Pra encerrar, mais uma vez queremos agradecer a oportunidade, e estamos na torcida para que 2013 você volte a ter um ano maravilhoso. Deixe uma mensagem pra os nossos leitores!
Ruy - Agradeço a vocês pelo espaço. E desejo a todos um 2013 de muita saúde, porque o resto corremos atrás. Fiquem com Deus
Agradecemos muito à gentileza do Ruy, desde o primeiro contato que fizemos ele se mostrou muito disposto a colaborar conosco. Esperamos que consiga em breve um novo clube e que dê para a torcida muitas alegrias.
Muita sorte em 2013!

Fui!
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

2 comentários:

  1. Muito boa essa entrevista com o Ruy! Ruy é um grande sujeito, aparenta ser muito simpático e já jogou muita bola, grande lateral. Parabéns ao Luiz e ao Resenha pela entrevista.

    ResponderExcluir
  2. Fala ai Luiz, mto bacana essa entrevista com o Ruy Cabeção! hahaha... Parabénssss

    Fiquei meio ausente pq tava dando uma descansada!

    Aproveito a oportunidade pra lhe desejar um feliz ano novo meu amigo, sucesso, paz e tranquilidade! grande abraço...

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...