sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

E se o Mundial de Clubes fosse como a Copa do Mundo (Parte 3)

Conhecido o chaveamento do Campeonato Mundial de Clubes, chegou a hora de saber quem é quem nesta fase. E para isso, foram consultados 10 especialistas, que juntos decidirão os dois classificados de cada grupo.

Para entender melhor não deixem de ver os textos iniciais que o jornalista Bruno Guedes publicou:
PARTE 1 - APRESENTAÇÃO
PARTE 2 - O SORTEIO E AS CHAVES DA COMPETIÇÃO 
PARTE 3 - FASE DE GRUPOS
PARTE 4 - OITAVAS E QUARTAS DE FINAL 
PARTE 5 - A SEMI E A FINAL

Funciona da seguinte forma: cada membro desse "colégio eleitoral" recebeu a lista das chaves e teve que definir sua classificação final. A partir daí, serão dados pontos para cada equipe, de acordo com a seguinte tabela:

1º - 5 pontos
2º - 3 pontos
3º - 1 ponto
4º - 0 ponto

Quem fizer mais pontos fica com o primeiro lugar da chave e assim sucessivamente. Em caso de empate, ficará na frente a equipe que tiver mais vezes aparecido em primeiro, persistindo a igualdade, levará a melhor quem mais tiver ficado em segundo. Se ainda assim haver igualdade, leva a melhor a equipe do país pior colocado no ranking da Fifa.

A lista de votantes é a seguinte:

- Leonardo Bertozzi (ESPN Brasil)

- Pedro Moreno (Sportv)

- Henrique Fernandes (Rádio Globo/BH)

- Felipe Schmidt (Globoesporte.com)

- Igor Camargo (Agência EFE)

- Pedro Brasil (Tribuna de Minas)

- Leonardo Bonassoli (Gazeta do Povo e comunidade Futebol Alternativo)

- Tiago Domingos (Rivais do Rio)

- Luiz Paulo Knop (Resenha Esportiva)

- além do autor desta série.

Confira agora como ficou a pontuação de cada chave e quem são as 16 equipes garantidas nas oitavas de final do Mundial de Clubes:



Grupo que teve um favorito destacado e um duelo equilibrado pelo segundo lugar, que só foi decidido com os dois últimos votantes. Talvez o fator campo tenha ajudado o Sanfrecce a avançar. Para Pedro Moreno, o Zenit "passa com facilidade" pelos rivais, se garantindo no primeiro lugar.



O grupo B terminou com o campeão europeu na liderança, para a maioria dos analistas. Segundo Felipe Schimidt, a chave não apresentava grande dificuldade para Chelsea e Santos. "Estão muito acima dos outros adversários e passam com facilidade. Na decisão pelo primeiro lugar, os Blues levam a melhor". APOEL e Bunyodkor foram meros figurantes, já que esta foi a única chave em que apenas duas equipes foram "calssificadas" por todos os participantes desta série.



O Bayern de Munique ficou com o primeiro lugar para cada um dos comentaristas que participam desta série, levando a chave com tranquilidade. O Arsenal também não teve dificuldade para ficar com o segundo lugar. "Em anos anteriores, o time chileno poderia ameaçar a vaga inglesa, mas não em 2012", explicou Tiago Domingos, sobre a Universidad do Chile, que não conseguiu repetir os bons resultados continentais recentes.



Mais um grupo com uma barbada, o Real Madrid, líder para todos os membros do "colégio eleitoral". Aliás, o time madrilenho foi uma atração na competição, dentro e fora do campo. "Entre um compromisso publicitário e outro para empresas japonesas, Cristiano Ronaldo balança a rede em todos os jogos da primeira fase. Real passa sem sustos, com Olympique vencendo "batalha de Nagoya" contra o Libertad por 2 a 1 no último minuto", previu Igor Camargo.


Com o Milan favorito e o Sunshine Stars como provável saco de pancadas, a definição do segundo lugar acabou sendo a grande atração. Henrique Fernandes apostou em uma chave equilibrada, com três empates nos seis jogos. A classificação do Basel se deu pelo primeiro critério de desempate, o número de citações em primeiro lugar, no qual superou o Pumas por 1 a 0.



"Uma chave que daria grandes jogos", definiu Leonardo Bonassoli. Para quase todos os nossos analistas, o Barcelona ficaria em primeiro lugar, a "zebra" pintou para Luiz Paulo Knop, que apostou em mais um "Mazembaço". Como bem definiu o Bonassoli, "Barcelona leva vantagem pela capacidade de controle de jogo". O tarimbado Boca Juniors veio junto, avançando na segunda posição.


O campeão da Libertadores mostrou sua força e ficou a frente do Napoli para a grande maioria dos nossos craques. Luiz Paulo Knop deu detalhes das três vitórias do Corinthians na competição. "Com três vitórias por 1x0, gols de cabeça de Guerrero, o time paulista faturou a liderança, logo depois veio o Napoli do artilheiro Cavani, que já tem 5 gols no torneio". Presença constante em Mundiais, o Monterrey voltou a decepcionar.



Para Henrique Fernandes essa seria uma das chaves mais polêmicas da competição. "A Federação Catari acusou a organização da Copa de favorecer o futebol saudita convocando dois representantes daquele país e nenhum do Catar. Chegaram a pulular especulações de uma tentativa de "compra" de vaga por xeques cataris, nunca comprovada". Dentro de campo, nenhuma grande surpresa, com a Inter avançando em primeiro e o Benfica em segundo.

Ficaram definidos assim, os confrontos das oitavas de final do Campeonato Mundial de Clubes da Fifa:

Oitavas de final

01 1A x 2B
Zenit São Petersburgo x Santos
02 1C X 2D
Bayern de Munique x Olympique de Marselha
03 1E X 2F
Milan x Boca Juniors
04 1G X 2H
Corinthians x Benfica
05 1B X 2A
Chelsea x Sanfrecce Hiroshima
06 1D X 2C
Real Madrid x Arsenal
07 1F X 2E
Barcelona x Basel
08 1H X 2G
Inter de de Milão x Napoli

Agora o negócio esquentou! Quem são seus favoritos?

No próximo texto, o último desta série, você vai conferir quem avançou e conquistou o grande título de campeão mundial. Aguarde!

Bruno Guedes

E se você ainda não curtiu nossa Fan Page, tá perdendo tempo! Acesse www.facebook.com/ResenhaEsportiva e fique por dentro dos próximos capítulos dessa série! 
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...