terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Cinco motivos para acreditar no Palmeiras em 2013; e outros cinco para se preocupar

Da comemoração ao choro. Assim foi a temporada 2012 para o Palmeiras. Se por um lado, quebrou o jejum de títulos nacionais ao ser campeão da Copa do Brasil, o alviverde foi, pela segunda vez na história, rebaixado para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro.

Nesse meio tempo trocou de treinador (Felipão por Kleina), viu surgir um novo ídolo (Barcos), a decadência de uma antiga unanimidade (Valdívia) e os eternos problemas políticos que cercam a equipe. De bom, as obras da Arena Palestra, que deve ser entregue em 2013.

Confira a seguir, cinco motivos para acreditar no Palmeiras em 2013


Gilson Kleina


Apesar do rebaixamento, Gilson Kleina não terminou o ano desprestigiado. Desde sua chegada, a intenção dos dirigentes alviverdes era de um trabalho a longo prazo. Sua manutenção no cargo é um bom sinal.

Barcos

Assim como Gilson Kleina, Barcos é outro que, a princípio, ficará no clube em 2013. Novo ídolo do time, o Pirata marcou, em 2012, 28 gols. Adaptado, pode fazer mais no próximo ano.

Série B não é o fim do mundo

O fim do mundo não acabou em 21 de dezembro de 2012. Mas para a torcida do Palmeiras, ele pode ter acabado com mais um rebaixamento. Contudo, se vermos os grandes que passaram pela Série B recentemente, não há com o que se preocupar. Além de todos eles terem conseguido tranquilamente o acesso para a Série A do ano seguinte, muitos montaram, a partir da Segundona, a base de equipes campeãs (Corinthians é o maior exemplo).

Aposta na base

Nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro deste ano, Gilson Kleina colocou em campo diversos jogadores provenientes da base do Palmeiras, em uma prévia do que deve ocorrer em 2013. Parecido com o que aconteceu em 2003, ano em que o Verdão disputou a Segundona, e que contou com jovens como Vágner Love e Diego Souza (não o do Cruzeiro) como estrelas do time.

Arena Palestra

Grande sonho dos palmeirenses, a Arena Palestra segue em obras e com previsão de entrega para outubro de 2013. Sua inauguração pode servir de motivação para a equipe.

E cinco motivos para ficar preocupado...

1) Desprestígio - A Série B não é um atrativo para grandes jogadores.
2) Política interna - Os problemas políticos do Palmeiras são mais do que comuns.
3) Torcida - Alguns torcedores perseguem e ameaçam jogadores.
4) Vaidade - Valdívia recebe um dos maiores salários e não mostra vontade em campo.
5) Marcos Assunção - Um dos principais jogadores da equipe nos últimos anos, ainda não teve o contrato renovado.
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Um comentário:

  1. Eu acho a situação política do Flamengo complicada, mas olhando para o Palmeiras tudo parece fichinha... nunca vi clube mais desorganizado!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...