terça-feira, 10 de julho de 2012

Prancheta do LP - Corínthians Libertadores 2012

Fala galera! Finalmente, depois de 102 anos, o Corinthians venceu sua primeira Libertadores da América. Como alguns humoristas disseram durante a semana: a piada morreu.

Mas não foi por acaso, e nem é um demérito tão grande assim ficar sem o troféu por tanto tempo. Vale a pena ressaltar que o Corínthians passou a ter expressão nacional do final da década de 80 pra cá, antes disso era um time de massa, mas sem resultados expressivos no cenário nacional, então, nada mais justo que o título viesse com o tempo. E antes que venham chorar o leite derramado com aquele lance de Band, Globo e CBF que todo mundo fala, o título foi muito merecido!

Foto: Ari Ferreira
Um título que não começou agora, um time que não foi feito de última hora, tudo começou quando o Timão voltou da Série B. Andrés Sanchez assumiu e transformou o Corínthians na potência financeira que é hoje. Com uma estratégia de marketing muito bem definida (ou alguém já tinha imaginado trazer um chinês pra vender pra lá?) e com jogadores eficientes e baratos, o clube despontou, foi bem no Brasileirão de 2010 e em 2011 faturou o título.

A eliminação contra o Tolima também ajudou, podem acreditar... depois disso saíram Ronaldo (melhor fora do campo do que dentro dela atualmente) e Roberto Carlos (que não jogou o que poderia) e alguns bons nomes como Liedson e Emerson chegaram. Tite amadureceu, montou um time vencedor, que não precisa jogar bonito, mas que consegue bons resultados.

Um time forte na defesa, certo no meio de campo, e no ataque uma movimentação constante, atrapalhando a defesa adversária. Um time que quando vence por 1x0 já tá no lucro, faz poucos gols, mas sofreu menos de 1 gol por jogo em 2011. Na Libertadores um título invicto, inquestionável, algo que não acontecia desde o Boca de 1978.

É fácil identificar o motivo do sucesso corintiano. Vejam no detalhe a formação do time:


Um goleiro seguro e com sorte, porque o Cássio até então não era nada, e graças a uma fase ruim que na verdade não existiu, do Júlio César que ele assumiu, fez milagre contra o Vasco e também contra o Boca. Dois laterais que fazem bem a parte defensiva e apóiam, quando apóiam, com eficiência, além disso são muito experientes. Dois zagueiros que não brincam em serviço e mais que isso, sabem sair jogando, Chicão ainda é um exímio cobrador de faltas. Dois meias com excelente passe, e um deles, Danilo, ajuda muito a marcação. No ataque Jorge Henrique e Sheik não param de correr um minuto sequer e quando perdem a bola ainda voltam pra ajudar a defesa, ou seja, é um time que começa do começo mesmo, lá de trás, e aos poucos vai chegando ao ataque.

Mas o melhor ainda está por vir, não comentei ainda, os dois volantes. Ralf é mais marcador, mas cabeceia muito bem e sabe tocar, Paulinho é mais técnico, guardadas as devidas proporções podemos dizer que é Gilberto Silva e Kleberson na Copa de 2002.

No banco ainda tem Liedson, o menino Romarinho que salvou na Bombonera, Douglas pra cadenciar o meio, Ramon que é um lateral mais ofensivo que Fábio Santos, mas não menos eficiente, e ainda William, que foi a revelação de 2011.

É um time muito bem armado por Tite, em um trabalho que tem muito o dedo de Andrés, um presidente que vai entrar pra história do clube, mesmo não sendo o presidente do título, mas foi o presidente que resgatou o Corínthians de uma parceria com a MSI e colocou o time de volta ao lugar de destaque.

A verdade, é que temos que tirar o chapéu, gostem vocês ou não dessa conquista corintiana, dessa conquista brasileira.

Por hoje é só pessoal, já dizia o Pernalonga...

Fui!
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

3 comentários:

  1. Foi merecido o titulo,foi o time que mais trabalhou para isto segundo o Tite, que para minha surpresa fez um excelente trabalho. E o time teve um encaixe perfeito, igual voce escreveu bem na prancheta. E ainda tem um cara no Corinthians, que é muito eficiente, ainda mais em jogos decisivos, que é o Emerson.

    ResponderExcluir
  2. Luiz,

    Pode não ter sido o time com o melhor futebol da competição, mas conseguiu vencer finalmente a Libertadores, em números a campanha é das melhores, mas a meu ver não joga um futebol bonito.
    Só que é aquela história, é melhor ser pragmático e vencer do que ficar na saudade...


    abs

    ResponderExcluir
  3. Apesar de não gostar do Corinthians temos que ser humildes em dizer que foi merecido o título, os números da equipe dentro da competição mostram isso.

    Parabéns ao Corinthians e aos seus torcedores!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...