quarta-feira, 25 de julho de 2012

Em busca do recorde

Fala galera! Hoje começa pra valer as Olimpíadas de Londres. A expectativa no Brasil é enorme, como o Mário já havia comentado no sábado, por muitas medalhas, mas ao contrário de muita gente, estou um pouco pessimista quanto ao desempenho.

Em 2008 vi um Brasil forte, em muitas competições que não temos tradição nós chegamos, senão no pódio, mas com um rendimento acima da média natural. Pra agora não vejo essa possibilidade, não pelo nível dos atletas, mas sim pelo trabalho que o COB vem fazendo junto às confederações de cada modalidade. Não existe um foco no resultado de Londres, em qualquer jornal ou revista que nos deparamos com alguém falando de Olimpíadas, qualquer um, a mensagem é sempre a mesma: estamos nos preparando pra chegar com tudo no Rio 2016.
 
Poucos são os atletas que estão realmente preocupados com o desempenho agora, o que todo mundo quer é fazer bonito em casa, com o apoio da torcida, e com isso nós podemos estar perdendo uma grande oportunidade de evoluir no quadro de medalhas.

O 22º lugar de 2008 pra mim foi bom, crescemos em muitos esportes, assim como em 2004 já tinha sido muito bom com um 16º lugar. A verdade é que o quadro de medalhas não mostra o real tamanho do esporte o país. Temos como exemplo a Jamaica de Usain Bolt, com pouquíssimas medalhes e resultados expressivos, mas provavelmente terminará na frente do Brasil novamente, pelo simples fato de ter um grande atleta e uma grande equipe nas provas rápidas do atletismo. E só nessa são 5 ou 6 medalhas de ouro em média. O individual não é o forte do Brasil, normalmente vamos bem em provas coletivas, e aí, só ganhamos uma medalha no quadro...

Pra 2012 eu vejo uma possibilidade grande de ouro para o futebol masculino, assim como pra Robert Scheidt na classe Star ao lado de Bruno Prada, e pra Ricardo e Alison no vôlei de praia. Não vejo nenhuma outra equipe com chances de beliscar. No individual talvez a Fabiana Murer e a Maureen Maggi, mas não vejo as duas no lugar mais alto do pódio não, talvez uma prata ou um bronze pra elas.

César Cielo pode vencer os 50m, nos 100m acho impossível, no máximo um bronze, assim como no revezamento 4x100m (se Cielo nadar). Outros que podem beliscar alguma coisa na natação são Bruno Fratus e Felipe França. Thiago Pereira e Kaio Márcio não passam de 4º lugar novamente.

Nuzman de olho no Rio em 2016
Outras equipes que provavelmente levarão medalhas, mas dificilmente chegarão ao ouro: Vôlei Masculino e Feminino, Juliana e Larissa na praia, assim como as outras duas duplas, no iatismo pode pintar alguma coisa com o Bimba e mais alguma medalha no feminino, fora isso, não vejo nenhuma surpresa.

Agora vem o Judô, ele pode ser o nosso carro-chefe em Londres, temos pelo menos 4 judocas com muitas chances de medalha, inclusive de ouro: Leandro Guilheiro, Tiago Camilo, Mayra Aguiar e Sarah Menezes. E claro, a maioria da equipe pode beliscar alguma coisa, somos ao lado de Japão e França os mais fortes.

Mas ainda não paramos por aqui... temos sempre alguma coisa que pode aparecer, temos o boxe com o campeão mundial Everton Lopes, tem a também campeã do mundo Fabiana Beltrame no remo, os ginastas Arthur Zanetti e Diego Hipolyto, o Doda e o Rodrigo Pessoa no hipismo, e porque não nossas duplas no tênis masculino? Tem ainda a Poliana Okimoto na maratona aquática e o Marilson na maratona masculina.
Uniformes do Brasil em Londres

Muita gente pode estranhar eu não ter citado o basquete masculino. Mas eu explico... pra mim temos o melhor time desde que eu vejo basquete, o time é melhor que o time de Oscar, temos jogadores em todas as posições, só que os outros países evoluíram muito, e muito mais que o Brasil, nesse tempo. A primeira fase será fácil, classificamos em 2º, e com muita sorte podemos vencer a Espanha e ficar em 1º. Só que na segunda fase o bicho pega... se classificam 4 de cada e o cruzamento é 1º x 4º, 2º x 3º... Em primeiro nós pegamos um time de nível inferior, e aí chegamos na semi, mas ficando em segundo, que é o óbvio, pegaremos ou França ou Argentina (acredito na França) e aí o bicho pega... é briga de cachorro grande, não tem favorito, mas temo pela falta de experiência dos brasileiros em competição desse porte.

Mas como falei, tudo pode acontecer, eu vou torcer muito, apesar de achar muito complicado.

E acho que de um modo geral, o que nos espera em Londres é isso.

Alguém discorda?

Fui!
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

4 comentários:

  1. Concordo com grande parte das suas previsões.

    Se não acontecer nada fora do normal, tbm acho que seremos ouro no futebol brasileiro.

    Larissa e Juliana também podem ser ouro. É só ganhar da Walsh e May, como sempre. Cielo ouro nos 50m e prata nos 100m. Fabiana Murer é prata. Maureen acho que nem pega pódio. Vôlei de quadra é foda, mas eu sempre vou acreditar no ouro do Brasil, mesmo sabendo que não estamos lá essas coisas no momento. E o basquete, realmente, vai ser muito foda acompanhar essa disputa. Acho que o Brasil pode até chegar na final, mas o mais provável é que caia na semi-final mesmo. Ouro no basquete é "impossível".

    Taí, essas são minhas previsões, hahaha
    Depois a gente compara =P

    ResponderExcluir
  2. Luiz,

    confesso que não estou muito empolgado com essa edição, não acho que vamos fazer história. Mas torço para estar errado. Pra variar minha maior torcida mais uma vez é para o futebol femenino, e tenho esperança que desta vez o ouro vem para o masculino.

    BLOG DO CLEBER SOARES
    www.clebersoares.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. To meio igual ao Cléber Soares, acho que não estamos tão bem preparados igual edição anteriores. Eu to achando que seremos um fracasso. Tomara que não, mas...

    ResponderExcluir
  4. Eu não acho que vai ser um fracasso, mas acho que estão com expectativa em excesso pra uma coisa que só virá em 2016 (e aí sim acho que não vai ser o que esperam, um fracasso).

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...