quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Gol de placa

Ultimamente não tem se falado em outro assunto pelos bastidores do Brasileirão algo que não seja a situação do atacante Neymar. Craque dentro dos gramados, campeão de audiência fora deles, grande angariador de mídia e depois que se voltou para o lado do bem da força (por pressão, por atuação de marketing ou mesmo por vontade própria, não vem ao caso) tem se mostrado um ótimo investimento.

Na verdade, este blogueiro que vos escreve já há algum tempo era a favor do garoto, quando inclusive contribuí com a massa que pedia que Neymar tivesse a chance de ir para a Copa. Se duvida, clique aqui para ler a minha postagem de 2010.

O cabelo dele é feio? Não, na verdade é horrível, mas ele não é o primeiro jogador a fazer alguam atrocidade com o couro cabeludo. Outros ídolos de clubes já fizeram moda com penteados exóticos, que influenciava várias camadas de torcedores, jovens e adultos.

Mas muito além disso, todos nós sabemos que nunca foi fácil acreditar que um dia um jogador que atua no Brasil seria cogitado a entrar na lista dos 23 melhores do mundo! Até a década de 80 seria uma coisa factível, tínhamos craques em vários clubes como Zico, Sócrates, entre outros. E ao aceitar ficar no país, Neymar não só contraria uma lei que era natural, como de quebra acende um espírito no torcedor de que podemos sim ter um campeonato com grandes craques, jogadores que jogam com amor pela camisa (mesmo que esse amor esteja maquiado por alguns milhões de dólares), e acima de tudo, implicitamente deixa no ar um amor pelo país que há muito o torcedor brasileiro gostaria de ver e que tinha sido esquecido atrás das cifras em dólares e euros de Machester, Real, Barcelona, Milan e outros grandes (ou nem sempre tão grandes) clubes europeus.

Às vesperas do país sediar a Copa do Mundo, a diretoria santista também mostra uma forma eficiente de gestão, com uma boa diretoria de marketing e bons articuladores que foram capazes de realizar essa engenharia financeira que tornou possível a renovação do contrato de Neymar até 2014. Obviamente, existe uma cláusula contratual, que um clube europeu pode perfeitamente pagar e esse contrato não chegar ao seu final. Mas o Brasil tem se mostrado um bom campo de trabalho para os jogadores, e quem sabe um dia tenhamos o melhor do mundo atuando no país. Fica a torcida.
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

2 comentários:

  1. Thiago,
    com certeza foi uma grande jogado do Santos, mas ainda fico na duvida se tudo isso não foi apenas marketing para um aumento da multa recisória, mas pot todo causo, o Santos e Neymar acertam em ficar no Brasil(pelo menos por enquanto)...

    BLOG DO CLEBER SOARES
    www.clebersoares.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Acho que há 5 ou 6 anos atrás seria impossível imaginar uma situação dessas, mas o mérito é muito do presidente santista, e esse é um assunto que ainda será muito explorado no blog durante as próximas semanas.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...