quarta-feira, 23 de novembro de 2011

E o inverno continua em Indianapolis.

Essa semana, o Indianapolis Colts não perdeu na NFL. Também pudera, pois eles estavam na semana de bye.

A piada é pertinente. A temporada da NFL para o dos Colts está longa e tenebrosa. O time foi o único que não venceu na temporada, e não demonstra nenhuma reação de que isso ocorrer.
Se havia dúvidas da falta que Peyton Manning faz, elas foram sanadas. Ele, que se recupera de mais uma cirurgia no pescoço, talvez nem entre em campo esse ano.
Divulgação: Colts

O curioso é que se pensava que os Colts tinha jogadores talentosos. De fato, eles existem: Dallas Clark (TE), Reggie Wayne (WR), Dwight Freeney (DE), entre outros. Mas o time, sem o seu craque e líder, perdeu muito em habilidade e, principalmente, em motivação.
Tentaram substituí-lo à altura, contrataram o veterano Kerry Collins. Não deu resultado, além dele ter se machucado, e entrado no lugar o inexperiente Curtis Painter. Ele é esforçado, mas não tem nenhum porte para ser QB titular de alguma equipe da NFL.
Mas, como sempre após a tempestade vem a bonança, os Colts tem a oportunidade de ter a primeira escolha do Draft para o próximo ano, por ter tido a pior campanha nessa temporada. É a oportunidade de ouro de contratar o jogador que tem o melhor prospecto desde Manning no College Football, Andrew Luke, QB da Universidade de Stanford.
Entretanto, ficaria uma saia justa. E se Peyton resolver jogar por mais 5 anos? Será que Andrew aceitaria ficar no banco por tanto tempo, pois segundo especialistas, ele já é um QB praticamente pronto para jogar na NFL? E Manning aceitaria ter uma sobra tão poderosa?

São cenas dos próximos capítulos.
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

4 comentários:

  1. Julio, o negocio tá feio mesmo para o Indianapolis. É sempre bom colunas sobre a NFL no Resenha, vamos nos atualizando sobre o esporte.

    ResponderExcluir
  2. No final do seu texto você levantou uma dúvida que eu vinha tendo durante a leitura: E se o Manning voltar e jogar mais X anos?

    Não acho que o draft deva ser usado para escolher outro QB, eu apostaria as fichas em um WR ou um RB pra usar no ano que vem.

    ResponderExcluir
  3. Eu não sei quantos anos o Andrew Luke tem, mas veja o caso do Aaron Rodgers que esperou sua vez no Packers de Brett Favre e hoje aos 27 anos está brilhando como nunca ....

    ResponderExcluir
  4. @Net Esportes
    Acabei de ver o Luke em ação por Stanford... ele realmente é fantástico... de 63 posses de bola na temporada, até agora, o time converteu 62 em pontos, dessas, 49 foram TD.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...