segunda-feira, 31 de outubro de 2011

O Galo que sobe!

Fala galera! Hoje venho aqui no Resenha pra exaltar a torcida do Galo Carijó, é o Tupi de Juiz de Fora, que pela primeira vez em sua história consegue subir de divisão em competições nacionais.

É fato que a cidade não incentiva o esporte, é só ver a dificuldade que o time de volei da UFJF, classificado para s Superliga Masculina 2011/2012, tem para arrumar patrocínios. A cidade vive de uma administração/economia antiga, com muitas empresas familiares onde o mais importante é manter o nome da família em alta. Esse é um dos principais motivos que o patrocínio está fora de cogitação na cidade, ou praticamente fora.
Contudo, o Tupi vem lutando por esse acesso faz tempo... já havia batido na trave em 97, quando ainda disputava a Série C (então última divisão nacional), terminando em 4º lugar e por pouco não conseguiu o acesso. Nos anos anteriores (de 2007 pra cá) vem fazendo boas campanhas no Campeonato Mineiro onde já chegou por diversas vezes nas semi-finais e por pouco não chega nas finais e também garantiu o título da Taça MG em 2008.

Em 2011 tudo parecia que não daria certo novamente... uma campanha meia boca no Mineiro, um início promissor na Série D e logo depois uma pequena queda (como acontece toda vez) e tudo parecia que iria por água abaixo. Depois disso a classificação em primeiro do grupo e em Juiz de Fora só se ouvia a velha frase "no final o Tupi sempre pipoca".

Depois de eliminar o Volta Redonda nas oitavas só restavam mais 2 jogos para garantir o acesso, e aí vem a polêmica... um jogo do Anapolina lá na primeira fase foi anulado e tudo teve que ser revisto... quase 1 mês sem jogar e tudo levava a crer que o time perderia o ritmo de jogo e jogaria fora a vaga novamente...

O Anapolina garante a classificação e vem enfrentar o Tupi no Muncipal, em uma semana que a cidade respirava fumaça devido ao grande incêndio que acabou com uma parte do centro comercial. 2x0 pro Tupi e o time goiano consegue diminuir, já começa a se ouvir a frase de novo: "no final o Tupi sempre pipoca".

No finzinho Ademilson, até então sumido da competição, marca 2 e garante um alívio pros torcedores. Mas é o Tupi, "no final o Tupi sempre pipoca", e tudo poderia acontecer lá em Goiás...

Segundo tempo rolando e 2x0 pro Anapolina, a torcida já nervosa, apreensiva e pensando "no final o Tupi sempre pipoca"... mas eis que Ademilson resolve marcar de vez seu nome na cidade, no ano em que recebeu o título de cidadão honorário do município, foi lá e marcou 2, e garantiu o acesso do Galo à Série C 2012.

Eu confesso que já torci muito pro Tupi e parei por causa de um pequeno grupo de torcedores que me excluiu da comunidade do orkut uma vez, apenas porque comentei que era muito cedo para exaltar o time (o Tupi tinha batido o Flamengo por 2x1 num amistoso de pré-temporada e nego já falava em Tóquio no fim do ano). Achei sacanagem a exclusão, alegaram que eu não era Tupi, que eu era Flamengo, como se 100% dos membros da comunidade e dos torcedores que vão ao estádio torcem somente para o Tupi. Mas voltei pra comunidade no início da Série D desse ano, ainda não voltei aos estádios, ainda preciso curar a raiva que ficou naquela ocasião, mas em breve voltarei, e torcerei para o time subir para a Série B, para a Série A, e para ser vice-campeão nacional.

Afinal... o meu campeão sempre será o Mengão...

Parabéns Tupi, parabéns torcida Juizforana, ano que vem tem Série C!
Fui!
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...