terça-feira, 13 de setembro de 2011

É porrada!!!

Fala galera! Hoje é a primeira vez que dedicamos um post inteiro ao MMA. Já citamos o esporte aqui por uma ou duas vezes, mas sempre no meio de outros assuntos, hoje vai ser diferente! Hoje o espaço é todo do nosso "Vale-Tudo".

O MMA, pra quem não conhece o não entende do assunto (não que eu entenda), simplificando, é uma competição que reúne atletas das mais diferentes modalidades de luta, temos atletas com origem no boxe, no caratê, no jiu-jitsu, na luta greco-romana e etc.

O evento de maior porte hoje nesse esporte é o UFC, que reúne as maiores premiações e os melhores lutadores do mundo. Entre os principais nomes temos vários brasileiros: Anderson Silva (considerado o melhor do mundo), Maurício Shogun, Lyoto Machida, os irmãos Minotouro e Minotauro, Júnior Cigano e José Aldo. Além deles podemos citar o canadense George St.Pierre e os americanos Jon Jones, Cain Velasquez, Frank Edgar e Dominick Cruz, detentores de cinturões em algumas categorias.

Cartaz do UFC 134
O evento vem crescendo a cada ano e no Brasil já considero que esteja em 2º lugar em termos de ibope, perdendo apenas para o futebol. Em agosto aconteceu no Rio de Janeiro a edição 134 do UFC e foi um sucesso absoluto tanto em presença quanto nas TVs aberta e fechada.

Os brasileiros fizeram a festa no octógono com vitórias em 4 das 5 lutas do card principal, entre elas tivemos a defesa de cinturão do Spider (Anderson Silva) que simplesmente trucidou seu rival japonês.

Eu passei a curtir o evento faz pouco tempo (nessa nova fase) e de vez em quando postarei alguma coisa aqui sobre o assunto, espero que seja bem aceito por nossos leitores.

Quero saber de vocês a opinião sobre esse esporte?

Um abraço!

Fui!
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

7 comentários:

  1. Ta crescendo muito mesmo, isso não resta dúvida. Mas eu particularmente não gosto não, eu acho um absurdo o cara derrubar seu adversário com uma porrada e depois pular em cima dele e continuar descendo o cacete ... parece briga de rua.

    Cresci vendo boxe, Mike Tyson, Holyfield, Lennox Lewis .... sem falar na história do boxe com Ali, Rock Marciano .... pra mim nenhum tipo de luta supera o Boxe.

    Gosto dos combates olímpicos, tipo judô, taekwondo, a própria luta olímpica tem seu lado interessante e o Minotouro e Minotauro lutavam essa luta olímpica, foram pro MMA porque sem dúvida tem muito mais grana.

    ResponderExcluir
  2. Está crescendo bem mesmo, mas como o Net Esportes não curto. Acho sem graça e violento. Para quem luta é otimo, está ganhando um excelente cachê. O problema é que nas ruas tem gente se achando lutador de UFC.
    Para quem gosta é hora de aproveitar a onda, porque cada vez mais espaço o MMA está ganhando espaço nas midias.

    ResponderExcluir
  3. @Net Esportes
    Também já gostei muito de boxe, nessa época aí que você falou mesmo, mas hoje em dia, além da pouca divulgação, os combates que vi ficaram chatos, sem emoção, cheio de clinches... e ainda tem um outro lado: a falta de brasileiros disputando títulos importantes interfere na "explosão" do esporte.

    Me lembro até hoje que ganhei 5 reais apostando com meu avô no Hollyfield contra o Tyson na primeira luta entre eles! Foi show!

    ResponderExcluir
  4. @Carlos Bazaga
    Acho que a diferença do esportista, do atleta, é exatamente essa que você falou aí. Me fala um dos grandes lutadores que você viu envolvido em algum tipo de problema na rua? Não existe!

    A violência está espalhada por todos os locais e em todos os tipos de luta, no final de década de 90 era comum ver filhinhos de papai que lutavam jiu-jitsu espancando os outros na rua. Esses nunca se transformaram em atletas.

    Acho que ocorre em qualquer modalidade, mas volto na questão da divulgação, dá mais ibope comentar que um lutador de MMA (que na verdade não é uma luta propriamente dita, na verdade é um conjunto de artes marciais) brigou na rua do que um lutador de sumô, por exemplo...

    ResponderExcluir
  5. O crescimento é notório, contra numero$$$$ não há argumentos.
    E a pancadaria come solta mesmo, faz parte do processo, tanto quanto o gol faz parte do futebol.

    Apenas me incomoda uma coisa: ademora de certos árbitros em interromper algumas lutas, o que considero irresponsável.

    É preferível errar por proteger um atleta do que beneficiar o espetáculo e gerar algum tipo de sequela.

    Saudações!!!

    ResponderExcluir
  6. @Luiz Paulo Knop
    Os irmãos Klitschko hoje em dia acho que ainda lutam o boxe da forma clássica como a de antigamente, mantendo muitas vezes até a guarda baixa, enfim, com estilo ... mas mesmo assim concordo que rola muito clinche mesmo.

    Agora como disse o FuteBRONCA, sobre a demora em interromper as lutas do MMA, eu concordo plenamente. Esse é o ponto que mais contribui para quem não gosta.

    ResponderExcluir
  7. Concordo que o retardamento contrubui para dar argumento para quem não gosta, mas além desse tem as cenas das disputas em si, onde os lutadores saem bastante machucados, e a luta é de mãos limpas, dando a impressão de maior violência que no boxe.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...