quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Papéis invertidos

Fala galera! Estava visitando um blog parceiro nosso, o Net Esportes, e ao ler o post dele sobre o jogo Brasil x Alemanha parei pra pensar sobre o que acontece hoje com a nossa seleção. Lembro muito da galera metendo a malha na CBF, falando que os amistosos só serviam pra arrecadar grana, eram adversários fracos e inexpressivos. Chegamos ao ponto de jogar contra Andorra e até mesmo contra o Zimbábue e a Tanzânia...

Hoje estamos vivendo situação contrária, em 1 ano de trabalho Mano já enfrentou França, Argentina, Alemanha e Holanda, só fera! E com 1 empate e 3 derrotas nossa seleção é considerada fraca.

Até aí tudo bem... o que não concordo é com a incoerência da CBF na marcação dos amistosos.

Mano prepara o time
Hoje falamos muito em renovação, e quando se fala nisso, logo me vem à cabeça a palavra inexperiência.

E o Brasil passa por isso. Muitos jogadores jovens, com pouca rodagem, e que precisam de calma para trabalhar. Não devemos jogar toda a pressão de uma Copa que só acontecerá daqui 3 anos em cima dos garotos, mas aí a CBF volta a ser a culpada...

Enquanto tínhamos um time experiente, catimbado, forte, quando precisávamos de amistosos pra valer, só pegamos baba... hoje que precisamos de amistosos "meia boca" pra poder saber quem é quem na seleção, pra dar moral pra molecada com a torcida, só pegamos os feras...

Não sei se eu tenho razão não, foi só um ponto de vista que levantei...

Quero saber a opinião de vocês... é baboseira minha ou incoerência da CBF?

Fui!
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

4 comentários:

  1. Luiz, vamos por parte....

    A seleção vive hoje muito mais que uma renovação, vive uma crise existêncial, do tipo: "oque significa jogar na seleção?".
    Só isso já é motivo de sobra para preocupação. Por que? Bom, primeiro que seleção tem que ser o objetivo de todos, sendo o objetivo de todos, pouco importa quanto vou ganhar, jogo pelo tão esquecido "amor pela camisa(pátria)".
    Indentificado o primeiro problema temos outro maior ainda. Enquanto o Brasil estiver nas mãos de patrocinadores e empresários, coisa que só favorece uns e outros, com certeza vamos continuar convivendo com a seleção muito abaixo do seu potêncial, e ai indentificamos dois problemas, as tais convocações que ninguém intende e os amistosos loucos ou sem propósitos que possam realmente ajudar na formação da equipe.
    Luiz, o problema da nossa seleção é mais sério que parece ser, mas é primordial que a postura de nossos jogadores mudem, afinal são eles que entram em campo, a cartolagem, longe de ser boa, pelo menos ainda não entra em campo.

    BLOG DO CLEBER SOARES
    www.clebersoares.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. cara, sua análise é praticamente perfeita, por isso é importante o nosso blog, as vezes escrevemos algo que nos vem à cabeça e logo depois surge uma opinião um pouco diferente, mas que nos faz repensar o que achamos.

    Muito bom!

    ResponderExcluir
  3. a Seleção Brasileira hoje joga pelo comércio, não mais pelo futebol. É só dolar, status e negocios.. E não adianta enfrentar Gabão ou Alemanha, o que manda é o interesse das confederações. Quem pagar mais e ganhar mais, leva. Veja o caso de Brasil x Portugal, quanto interesse de grana por tras. Até o presidente do Barcelona está envolvido.

    ResponderExcluir
  4. Não importa se é contra Espanha ou Tanzânia. Se convocar jugadores por interesse de empresário o resultado nunca vai aparecer.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...