quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Ajudar, ajuda...

Fala galera! Eu venho me decepcionando cada vez mais com a torcida dos clubes brasileiros, eu falo de cadeira sobre o meu Flamengo, mas já notei o mesmo problema na maioria delas.

Outro dia sentei com alguns amigos depois de uma peladinha pra ver o finalzinho do jogo do Botafogo, ao mesmo tempo Atlético MG e Flu se enfrentavam e o jogo corria 0x0. Um amigo tricolor recebe uma mensagem no celular dizendo: torcida do Galo vaia o time.

Passandos 2 minutos, o estreante André marca o gol da vitória, eis que o mesmo recebe nova mensagem: torcida do Galo apoia o time em busca da vitória.

Mas peraí!?! Não é a mesma torcida?
Pois é galera... mas é exatamente isso que eu tenho notado... as torcidas hoje raramente empurram o time, hoje o cara vai pro estádio esperando que o time empurre seu grito, faça o grito sair.

Me lembro bem a primeira vez que fui ver um jogo ao vivo no estádio, era dezembro de 1989, Flamengo e Fluminense se enfrentavam pelo Brasileirão, em Juiz de Fora. A torcida do Mengão não se calou um minuto sequer, desde o início, aquilo me encantou.

Outras vezes que fui ao vivo aconteceu o mesmo, mas isso faz tempo... das últimas vezes foi exatamente o contrário, a torcida só começava a cantar quando o time chutava a gol... só quando tinha perigo...

Será que a situação se inverteu? Será que hoje é o time que empurra a torcida? Será que a torcida não ajuda mais o time?

Na minha opinião, mais de 50% das vezes, a torcida atrapalha e muito, não tem paciência com alguns jogadores, apoia quem o jornal fala que é bom, não olha a partida como um todo...

Será que to com a razão?

Deixo pra vocês responderem.

Fui!
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

5 comentários:

  1. Luiz,
    sempre digo que torcida é passional, em cinco minutos ela vai dos aplausos as vaias, chega a ser incoêrente, rsrsrs.
    Mas vc tem razão em um ponto, as torcidas hoje querem que seus time sejam perfeitos, não toleram defeitos, jogadores mais ou menos, outro resultado que não seja a vitória é inconcebível, futebol não é matemática, e nem sempre o melhor time vence, mas torcida raramente entende isso, deixo aqui uma frase que fiz sobre um post falando de torcias:
    "Precisamos repensar oque é ser torcedor, o que significa o esporte, qual a sua finalidade. Todos, clubes, jogadores, imprensa e torcedores devem reflitir qual é o papel que lhe cabe e o que podemos cobrar, como cobrar e onde cobrar".

    BLOG DO CLEBER SOARES
    www.clebersoares.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Caro Cleber, sua frase que fecha o comentário é perfeita pra ilustrar o que eu pensei ao escrever o post!!

    ResponderExcluir
  3. Juiz de Fora que o diga... Aqui tem o Tupi, time modesto, que precisa de muito mais apoio por não contar com grandes nomes. Mas quando vou ao estádio, o que vejo são vaias e xingamentos aos 20 minutos do primeiro tempo.

    Em tempo: o Tupi sempre consegue campanhas melhores fora de casa, é só olhar, por exemplo, a tabela da Série D.

    ResponderExcluir
  4. Acredito que este comportamento do torcedor reflete a mudança geral do comportamento do povo brasileiro. Ele hoje está totalmente passional seja no futebol, na politica, com artistas. AS pessoas, os times , os jogadores vão no céu ao inferno em minutos. Também se deve muito ao papel da imprensa isto.

    ResponderExcluir
  5. Temos que aprender a separar o torcedor do "criticador", o torcedor tá lá gritando perdendo ganhando, querendo sempre incentivar o time. Já o "criticador" depende apenas dos resultados do time, lamentável isso. Dificilmente voltaremos aos velhos tempos.

    Filipe, The One Esportes
    http://theoneesportes.blogspot.com

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...