sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Priorizar ou não, eis a questão?

Amigos da Resenha Esportiva, após convite do meu amigo Luiz Paulo Knop, e também graças ao meu dom de palpiteiro,começo a escrever toda sexta-feira neste blog, que já está se tornando referencia de comentários sobre o esporte.Peguei para meu primeiro assunto um tema que está em pauta no nosso futebol esta semana: Os times devem ou não priorizar competições?

Tive na quarta feira a idéia desta matéria, ao saber que o Atlético Mineiro jogou a Copa Sulamericana com time reserva para priorizar sua luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. E o resultado, como já era esperado até pelo mais fanático atleticano, foi a eliminação para o Palmeiras, que jogou com força máxima.

Casos assim acontecem sempre, onde os clubes priorizam (ou valorizam) determinadas competições em relação a outras. Isto claro depende da situação do time no ano, a classificação nos campeonatos. Pegue o Palmeiras atual, que vê na Sulamericana a salvação para um ano morno. Já outros simplesmente menosprezam, como se não quisessem participar da competição. Então fica a pergunta: porque brigam tanto para se classificar, se na hora de disputar não dão a mínima? Ao final deste Brasileirão escutaremos treinadores ou dirigentes dizendo: nos classificamos para a Sulamericana, uma competição internacional, que valoriza o clube, etc. Mas na hora de jogar simplesmente ignoram. Qual a lógica nisto, alguém pode me explicar?

Eu como torcedor, e imagino que você leitor da Resenha Esportiva, sempre deseja que seu time jogue com força máxima em todas as competições. Até porque pensamos o seguinte: as caras ganham muito, trabalham pouco e ainda tem este negocio de poupar jogador? Tem que jogar com força máxima todos os jogos e suar sangue.

Em algumas ocasiões deu certo. Lembrem do Fluminense em 2009, que mesmo com menos de 1% de chance de não ser rebaixado no Brasileirão, jogou com o que tinha de melhor na Sulamericana e foi ganhando jogos, pegando confiança, ganhando jogos, pegando mais confiança e para surpresa de todos, conseguiu ficar na 1º divisão e ainda chegou a final da Sulamericana. E graças a esta combinação de força máxima com superação, pode ser campeão brasileiro este ano.

Então, vale a pena ou não priorizar competições? Acredito que não, mas eu sou torcedor...
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

3 comentários:

  1. Já que foi eu que te convidei vou fazer o primeiro comentário em seu primeiro post no Resenha.

    Essa parte em que o time luta pela vaga e depois descarta na maior cara dura é o que mais me chama a atenção. Então que abdique da vaga, é simples, só virar pra CBF e falar: não quero a vaga.

    Porém esse ano existe uma disputa extra, que é a vaga na Libertadores, então, acredito que a partir de agora os times só abrirão mão da Sulamericana quando tiverem uma luta muito maior no Brasileirão: ou título ou rebaixamento...

    ResponderExcluir
  2. Fala ai Resenha esportiva blz?

    Estaria interessado em fechar uma parceria com meu blog através de troca de links?

    www.planetacesta.blogspot.com

    Caso queira fechar a parceria me responda através de um comentário em uma notícia do meu blog ou então pelo e-mail: planetacesta@hotmail.com e deixe o link do seu blog para que eu possa adicionar aos blog parceiros.

    Abraços a sucesso com o Blog.

    ResponderExcluir
  3. Eu nao pouparia. Pq nao vejo como uma partida valendo algo pode prejudicar um time precisando de vitórias.

    É estranho essa lógica. Pra mim, esse negócio de poupar jogador é mais um mito que precisa ser derrubado. Poupado deve ser o jogador com problemas físicos. Esses sim.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...