quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Rei

Não vim pra discutir sobre quem é o melhor. A mídia, a crítica e a população mundial considera Pelé o maior de todos os tempos. E como hoje o Rei comemora seus 70 anos de vida, nada mais justo do que uma homenagem àquele que até hoje é sinônimo de futebol bem jogado e exemplo fora dos gramados.

Nascido no dia 21 de outubro de 1940 na cidade de Três Corações, Edson recebeu esse nome em homenagem a Thomas Edison, inventor da lâmpada elétrica (como bom engenheiro, não poderia deixar de passar essa informação! ^^), e mudou-se com a família para o estado de São Paulo no ano de 1945.


Curiosamente, a tão marcada camisa 10 de Pelé foi atribuída de forma curiosa. Na Copa de 1958, a Seleção Brasileira não havia fornecido a numeração oficial, de modo que um funcionário da Fifa escolheu aleatoriamente a relação. Estava a partir daí marcada para sempre na história do futebol a camisa símbolo do craque da equipe.


Autor de 1283 gols na carreira, Pelé se despediu do futebol profissional no ano de 1977, em uma partida entre o New York Cosmos e Santos. Pelé atuou um tempo para cada equipe, marcando o primeiro gol da equipe norte americana em uma cobrança de falta. O último gol de sua polêmica contagem foi em 1982, na partida festiva de despedida de Beckenbauer.


Foi artilheiro de tudo o que jogou, o melhor de todos os torneios, ganhou tudo o que podia. Alguém ainda tem a audácia de perguntar quem é Rei?



Em tempo, dêem uma olhada no vídeo do link abaixo. É um curta bem legal. Vale a pena.

1284 - O último gol de Pelé
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

4 comentários:

  1. É claro que eu não ia deixar passar batido hehehe

    Não considero o Pelé um exemplo fora dos gramados, nem de longe...

    Também não te considero um bom engenheiro (essa foi pra zuar) hehehehe

    E também não concordo que Pelé se despediu do futebol profissional em 77, pra mim isso aconteceu quando saiu do Santos, porque nos Estados Unidos o único time mais ou menos profissional era o Cosmos...

    ResponderExcluir
  2. Bom, se o Cosmos era o mais profissional que tinha, logo ele ainda atuava como profissional, certo? Ele não era sozinho, tinha o próprio Beckenbauer foi companheiro de equipe dele lá, que ainda contava com Carlos Alberto Torres no elenco.

    Sobre ele ser exemplo... Tudo bem, ele nunca foi um Kaká, mas nem chegou perto do Maradona. Quando falei em exemplo, eu quis dizer desportivamente, dentro de algum limite, claro. Mas é aniversário dele, né? Vamo pegar leve... :D

    ResponderExcluir
  3. Eu acho q ele poderia fazer mais pelo país, sendo o maior do esporte!!!

    E qto ao video, legal, mas eu gosto mais desse aqui ó:

    http://www.youtube.com/watch?v=30lZ9hAjTnM


    huauhuahaua

    ResponderExcluir
  4. Acho que nem desportivamente ele foi ou é exemplo... é só lembrar que a lei que quebrou os clubes do Brasil se chama Lei Pelé... fora que era um jogador bem sujo, usava de cotovelos e pisões em várias ocasiões.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...