quinta-feira, 7 de outubro de 2010

O Poderoso Chefinho

Em meio a discussões a respeito de qual número (3 ou 4) sequenciará o "G" no Brasileirão, e qual estádio paulista abrigará partidas da Copa do Mundo de 2014, uma importante nuance tem se mostrado presente no ar. E isso passa longe dos gramados.

Não é de hoje de lemos aqui no Resenha sobre a relação CBF e Corinthians, que por sinal é muito boa. Na realidade, Ricardo Teixeira e Andres Sanchez são amigos pessoais, e mais que isso, aliados políticos (que novidade!). Por curiosidade, leiam o post do Luiz Paulo, de setembro do ano passado. Acredito que os interesses estão na famosa sucessão. Ricardo Teixeira quer assumir a Fifa em 2015, depois de sediar um glorioso mundial e Sanchez, seu herdeiro político, assume a CBF, como presidente que cedeu o treinador campeão. Simples assim.

Em relação à omissão da CBF frente a decisão da Conmebol de tirar uma das vagas do Brasil da Libertadores de 2011 eu já falei em algumas ocasiões, e pra mim mostra claramente a política de boa vizinhança que Teixeira faz. Já no assunto estádio paulistano para Copa, acredito que todos ficaram perplexos com a decisão de um novo estádio, mesmo porque historicamente, e até 6 meses atrás, todos acreditavam e apostavam suas fichas que o Morumbi seria o escolhido. Segundo Sanchez, "foi a Fifa, e não Ricardo Teixeira quem vetou o Morumbi". Mas isso me soa com a mesma hipocrisia do "não matei, eu só cortei. Quem matou foi Deus".

Em tempo. Não quero aqui pormenorizar o trabalho que vem sendo feito no Corinthians, muito menos a competência de Andres Sanchez. Ainda acredito que o clube paulista tenha hoje uma administração exemplar, entre as melhores do país. Só quero evidenciar o xadrez que vem sendo jogado e colocar à luz para discussão, mesmo porque o cenário já está sendo articulado nos bastidores do futebol brasileiro, e já podemos ir nos acostumando com alguns nomes.
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

6 comentários:

  1. ja da pra escutar a musica tema do filme!! hehehe

    Nada nesse mundo é de graça. Principalmente nesse meio, no qual ninguem, absolutamente ninguem, entrou em campo!!!! São os homens de preto q resolvem de um assunto que ele só conhecem de pelada!!!

    Mas é assim ne!!! Sinceramente eu to pouco me lixando pra quem é presidente da CBF. A gnt sabe como funciona!! A CBF hj para os clubes só serve pra emprestar dinheiro. e nada mais. Não representa em nada o futebol brasileiro lá fora, como deveria!!!

    Aproveitando, essa perda de uma vaga na libertadores vai impactar diretamente no campeonato brasileiro. Tira um pouco o brilhantismo do campeonato.

    ResponderExcluir
  2. Futebol e política caminham lado a lado cada vez mais... seria Ricardo Teixeira o presidente que só pensa no próprio bolso e na família e nada faz para o futebol brasileiro? Seria Andres uma pessoa sem história e que quer um cargo de renome nacional? Qualquer semelhança é mera coincidência... basta as federações (o povo) enxergarem a tempo e impedirem que tal fato se repita...

    ResponderExcluir
  3. Eu ressaltei no final do post e aproveito pra falar aqui tb. Apesar do pouco tempo no cargo, Andres Sanchez já se mostra como um dos mais competentes dirigentes do futebol brasileiro. E se apenas a experiência contasse mesmo, a CBF estaria muito bem, né? hehehe

    ResponderExcluir
  4. Ufa... pelo menos uma diferença da política... no futebol a experiência não está fazendo a diferença... de qualquer forma não acho que o Andres vem bem não, pegar o Corínthians na B e levar pra A não era uma missão tão difícil, conseguir patrocínios com o Gordo também não... o detalhe é o seguinte, falam-se sempre que o Corínthians está cheio de grana mas ninguém se lembra que um dos motivos do Gordo ter ido pra lá é que uma boa parte dos patrocínios iria pra conta dele né? Será que o clube realmente está com grana ou seria mais uma jogada de marketing do Rosemberg?

    ResponderExcluir
  5. Então, marketing ou não, há tempos que não ouço o nome Corinthians tão evidente por tanto tempo na mídia. Isso é importante pro clube. A ida do Ronaldo foi uma estratégia de marketing fantástica, e 2009 foi um grande ano pro Timão. E independente do posicionamento político, estamos vendo uma proposta concreta da construção de um estádio, e principalmente, um CT. Acho isso importante.

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?

    Eu sou dono do blog Net Esportes [www.net-esportes.blogspot.com] e estou à procura de colunistas.

    Se tiver interesse, vamos conversar melhor pelo meu e-mail [kaique.pedaes@r7.com] e/ou pelo meu msn [pedaess@gmail.com].

    Saudações Alviverdes - e Brasileiras!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...