quinta-feira, 17 de abril de 2014

Liga das Nações Européias

Fala galera! O presidente da UEFA, Michel Platini, ex-jogador da Seleção da França, anunciou recentemente que logo após a Copa de 2018, disputada na Rússia, terá início a Liga das Nações, competição que englobará todos os 54 países da Europa.

O formato é simples. As 54 seleções serão divididas em 4 divisões de acordo com o ranking de seleções da UEFA. Em cada divisão os países serão divididos em grupos, formando um mata-mata, que será disputado em 2019.

Os campeões das 3 divisões inferiores “subirão” no lugar da última colocada da divisão “de cima”, o campeão da 1ª divisão será considerado o campeão da Liga. Os 4 campeões serão premiados com uma vaga na Eurocopa de 2020, que nessa ocasião não terá uma sede fixa.

Algumas dúvidas ficaram no ar e não serão respondidas até que a competição se inicie:
* Os jogos da competição acontecerão nas datas reservadas para os amistosos, as datas Fifa. Para os europeus é excelente, uma preocupação a menos na hora de montar o calendário, e para as seleções de outras federações? Com quem irão jogar Brasil, Argentina e Uruguai, por exemplo?
* Com uma competição desse porte, será que a Eurocopa não perderá seu valor? O aumento do número de participantes da Euro, de 16 para 24 na edição de 2016, já era especulado como algo ruim, imagina agora que dividirá a atenção dos torcedores...
* A UEFA também enxerga o torneio como uma possibilidade de se tornar o principal meio de classificação para as Copas do Mundo. Sendo assim, as seleções mais fortes poderiam ser prejudicadas, já que se enfrentam, e provavelmente a entidade não deixaria todas as vagas na divisão de elite da competição.

Tudo ainda é especulação, nem a UEFA sabe ainda como proceder, mas uma coisa é certa, as 54 seleções aprovaram a nova competição, é sinal então de que coisa boa está por vir, pelo menos pros países do Velho Continente.

E o que vocês pensam sobre isso?

Fui!

quarta-feira, 16 de abril de 2014

E agora, como fica?

Fala galera! No último final de semana tivemos várias decisões de campeonatos estaduais, e como todos sabem, em São Paulo tivemos uma surpresa, onde o Ituano venceu o Santos nos pênaltis e se consagrou campeão paulista de 2014 pela segunda vez em sua história.

Foi um campeonato paulista cheio de surpresa, onde os times pequenos deram muito trabalho. No mesmo grupo do Corinthians estava lá o Ituano, o modesto time de Itu conquistou o campeonato merecidamente, passando também por Palmeiras na semifinal e derrubando o time de Santos na final.

A melhor defesa da competição e um ataque eficiente, um elenco com jogadores de qualidade montada por um técnico também que parece saber muito. Mas uma coisa não se sabe, como fica o time de Itu daqui pra frente? O time ainda tem a disputa da Série D do Campeonato Brasileiro.

Se conseguir manter o elenco acho que tem boas chances de conseguir o acesso para a Série C do brasileiro, e é ai que mora o problema. Vai manter o elenco? Jogadores como o goleiro  Vagner, o zagueiro Alemão, o volante Paulinho e o meia Esquerdinha, além do técnico Doriva, já são procurados por grandes times brasileiros, como Botafogo, Santos, Corinthians, entre outros.

Todos nós torcemos para que os times de pouca expressão se destaquem no cenário nacional assim como o Ituano, e seria muito legal do time manter esse regularidade. Com isso os jogadores começam a aparecer, e os times grandes que tem boas situações financeiras fazem propostas onde o time como o Ituano não conseguem cobrir, fora a oportunidade que o jogador tem de jogar em um time grande

Abraço.


Fui!

terça-feira, 15 de abril de 2014

I believe in yesterday

Fala galera! O Liverpool se aproxima do título inglês, feito que não acontece desde a temporada 89/90, época em que os Reds eram considerados os maiores da Inglaterra. Faltam 4 jogos para o fim do campeonato: Norwich (fora), Chelsea (em casa, uma final antecipada), Crystal Palace (fora) e Newcastle (em casa). Nenhum jogo é fácil, a tabela é complicada, mas os garotos de Liverpool parecem focados nesse título e só dependem dos seus próprios resultados.

De 15 anos pra cá, salvo o título da Liga dos Campeões em uma final dramática contra o Milan em 2005, o Liverpool vem acumulando fracassos, em muitas ocasiões não conseguiu classificação nem pras Ligas Européias, como na temporada passada. Perdeu espaço para o Manchester United, para o Chelsea, para o Arsenal, e até mesmo para o City, que andou beliscando alguma coisa recentemente.

Mas Paul "Gerrard" McCartney não é um cara que desiste. Quem acompanha a sua carreira sabe muito bem que a motivação é seu forte. Jogador habilidoso, completo, líder, Paul, quer dizer, Gerrard, ajudou a trazer jogadores que pudessem compor a banda, ou melhor, o time.

Veio o homem de frente, o matador, o astro da companhia, John "Suaréz" Lennon; veio o caçulinha, mas não menos importante, e crucial nos grandes consertos, George "Coutinho" Harrison; e pra ajudar lá atrás, na bateria, defendendo tudo, Ringo "Mignolet" Starr. Além deles ainda temos a galera da produção, os técnicos, nomes como Sturridge, Sterling, Henderson, Johnson, Skrtel, Sakho e cia.

Mas não menos importante que os artistas e o suporte, temos o empresário da banda, o 5º integrante dos Beatles, ou do Liverpool, Brian "Rodgers" Epstein. O cara que comada tudo, que gerencia, que dá as coordenadas. O título pode até não vir, mas essa geração, mesmo que por um ano apenas, já pode ser considerada a melhor do clube nos últimos 25 anos.

Só é uma pena que Felipão, o nosso treinador, só vá à Inglaterra pra acompanhar jogos do Tottenham e do Chelsea, porque se estivesse vendo a bola que Coutinho está jogando, teríamos um ótimo reforço pra Copa.

E vocês? Apostam suas fichas nos Reds?

Fui!

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Financiando a baderna

Fala galera! Em alguns dias começa o Brasileirão 2014, um campeonato que aparece com muitas dúvidas e quase nenhuma resposta. Não vou falar mais em STDJ, já está decidido, não tem mais o que dizer. Não vou falar de regulamento, mesmo sabendo que nada foi feito pra ajustar. Então vamos nas torcidas organizadas, personagem marcante da rodada final do ano passado.

Desde o ano passado que estamos criticando veementemente a participação dessas torcidas nos jogos de futebol. Na semana passada o atacante Fred, do Fluminense e da Seleção, fez coro ao que falamos quando deu a seguinte declaração: "Ser membro de torcida organizada no Brasil já virou profissão, meio de vida. Há casos de presidentes de facções que se elegem ou conseguem cargos políticos".

Daí pra frente uma chuva de ameaças ao atacante... torcedores que antes o amavam, idolatravam, passaram a odiá-lo. Só porque Fred falou a verdade!
Fred vai pra "torcida de verdade"


Na quinta o Flu despachou o Horizonte pela Copa do Brasil, Fred fez o dele e foi pra galera, aproveitou pra dar mais uma cutucada nas organizadas, mostrando que o gol era para os "torcedores de verdade".

No dia seguinte, na sexta, saiu um levantamento que mostra que de 2011 até 2014, a diretoria comandada por Peter Siemsen "investiu" cerca de 4 milhões de reais nas organizadas. Esse valor corresponde a ingressos, hospedagem e transporte.

Vejo isso como um crime contra o patrimônio do clube, mais do que isso, um ótimo argumento para punir (de verdade) os times caso as torcidas entrem em conflito nos estádios (e fora deles).

E não pensem que isso é exclusividade do Fluminense não... esses números apareceram por conveniência, mas não duvidem que todos os clubes passam pelo mesmo problema, e as diretorias anteriores a Peter também usaram da mesma prática. Quanto os clubes, já falidos, investem nesses caras?

Se elitizar o futebol, como muitos estão dizendo por aí, quer dizer também eliminar as organizadas, podem contar com meu apoio!

Fui!

sábado, 12 de abril de 2014

Jacinto pena

Fala galera! Em tempos de Copa do Mundo, com o álbum de figurinhas do Mundial bombando, inclusive já falamos sobre ele aqui no Resenha Esportiva, nada mais justo que usar um belo erro da Editora Panini na coleção do Mundial de 2006.

Angola era uma das seleções estreantes daquela Copa, disputada na Alemanha, e por ter um pouco menos de expressão no cenário futebolístico, suas figurinhas (isso era praxe na editora) vinham "em duplas", ou seja, dois jogadores na mesma figurinha.

Sorte do goleirão João Ricardo...
 
Graças a um erro de grafia na ficha técnica do "seu companheiro" Jacinto, que por sinal nem esteve na Copa, João Ricardo foi um dos personagens que mais apareceu para os colecionadores do álbum.

Na ficha do defensor, aparecia como data de nascimento o dia 30 de fevereiro de 1974. Não só erraram o dia, já que Jacinto nasceu no dia 10 de dezembro desse mesmo ano, como "inventaram" um dia que não existe.

Ou alguém aí conhece um amigo que nasceu dia 30 de fevereiro?

É por isso que Januário de Oliveira solta o seu "sinistro, muito sinistro!".

Fui!

sexta-feira, 11 de abril de 2014

O que se esperar da Champions 2014?

Fala galera!

Como sempre costumo fazer, hoje vou falar sobre a Champions. No ano passado, prevemos alguns confrontos, opinamos em outros, comentamos alguns jogos. No momento em que estou escrevendo o post, ainda não sabemos como serão os confrontos das semi-finais e nem quem decidirá em casa/fora. Diante disto, vou aproveitar para citar quais são os prontos fortes e fracos de cada uma das quatro equipes semi-finalistas e prever o que aconteceria nos possíveis cruzamentos entre elas.

Provavelmente, no momento em que vocês estiverem lendo o post o sorteio já terá sido realizado (o post vai pro ar no primeiro minuto da sexta-feira, às 00:01 e o sorteio está marcado pra ser realizado às 7 da manhã). Mas isso não mudará minha opinião sobre os times e sobre os vencedores dos confrontos.

Real Madrid:
Entra como grande favorito ao título, ao lado do Bayern de Munique, por tudo que tem feito durante todo o ano e por ter Cristiano Ronaldo, o melhor jogador do mundo. Não está sofrendo com grandes desfalques e seu ponto forte é justamente a velocidade do craque português, somada ao do galês Gareth Bale e ao poder de finalização do francês Benzema. Os três juntos em campo é certeza de gol. Seu ponto fraco, historicamente, é a defesa pelo lado direito e cruzamentos pra área.

Bayern de Munique:
Como falei, ao lado do Real Madrid, é o grande favorito ao título. Conta com a técnica de Ribery, a velocidade e o drible de Robben e a finalização/cabeceio de Mandzukic. É impressionante como o atacante croata tem faro de gol. Se somarmos tudo isso ao apoio ofensivo que Schweinsteiger, Muller e Kroos dão, podemos considerar o Bayern a equipe que mais pressiona seu adversário, além de ser, com certeza, a que mais tem bola no pé.

Atlético de Madrid:
É com certeza a grande surpresa entre os semifinalistas. Não por não ter méritos por estar lá, mas sim por não conseguir avançar até às semifinais nos últimos 40 anos e por ter eliminado o todo poderoso e badalado Barcelona de Neymar, Messi e cia. O Atlético tem a melhor defesa da atualidade e um contra-ataque muito veloz. Nomes como Koke e Arda Turan são destaques e se juntam ao ataque formado pelo brasileiro Diego Costa e por David Villa. É praticamente invencível jogando em seu estádio e pode surpreender novamente.

Chelsea:
De todas as equipes, é a menos favorita. Se formos pegar o plantel da equipe inglesa, veremos grandes nomes como Oscar, Schurrle, Eto'o, Demba Ba e Lampard, além de uma defesa fortíssima que conta com o brasileiro David Luiz, além de Peter Cech e John Terry. Tenho certeza que a maioria colocaria o Chelsea como a equipe que menos tem chance de passar para a final. Mas o que temos que lembrar - e que pode ser considerado o grande diferencial - é a figura do técnico português José Mourinho, o melhor técnico do mundo. Mourinho sempre tira uma carta da manga e é especialista em disputar Copas. Já falamos dele no ano passado aqui no Resenha e seu currículo esta aí pra provar.

Agora vou encerrar com o momento "Mãe Dinah". Seria bem mais fácil se eu pelo menos soubesse enquanto estou escrevendo (quinta-feira, antes do sorteio de sexta) quem decidirá as partidas em casa. Mas vamos lá mesmo assim:

  • Real Madrid x Bayern de Munique: Bayern de Munique
  • Real Madrid x Atlético de Madrid: Real Madrid
  • Real Madrid x Chelsea: Real Madrid
  • Bayern de Munique x Atlético de Madrid: Bayern de Munique
  • Bayern de Munique x Chelsea: Bayern de Munique
  • Atlético de Madrid x Chelsea: Atlético de Madrid

Mas vou confessar que gostaria mesmo é de ver Real Madrid x Bayern na grande final. Com certeza são as duas melhores equipes da Europa no momento e grandes merecedoras de chegarem à final.

E você, amigo do Resenha? Apostaria suas fichas em quem?

Até a próxima!

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Por que somos cariocas?

Fala galera! O texto de hoje escrevi para o "Jornal De Olho em Além", da minha cidade natal, Além Paraíba/MG, em dezembro de 2013. Era uma dúvida que tinha há anos, e resolvi pesquisar um pouco sobre o assunto, cheguei a conversar com um historiador sobre o caso, e taí o resultado:

Viajo um pouco a trabalho e, durante essas viagens, uma das coisas que me perguntam, quando vamos falar de futebol é: porque você torce pra time do Rio?

Explico que, em minha cidade, Além Paraíba, é assim, é a cultura da região. Estudando um pouco mais o assunto podemos ver que é algo histórico, de uma época onde Rio e São Paulo dominavam a imprensa nacional.

Os jogos que eram transmitidos (ainda no rádio), até a década de 50, eram praticamente desse eixo, então restavam aos cidadãos do interior decidir: torço pro Rio ou torço pra São Paulo.

Nossa região, por ser próxima ao Rio, é claro que escolheu Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco como paixões. Mais para o sul de Minas, a proximidade com São Paulo fez aumentar os torcedores de Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo.

De 59 para cá, com a criação da Taça Brasil, o futebol brasileiro começou a se globalizar.

Times mineiros, como Cruzeiro e Atlético, além de Grêmio e Internacional, no Sul, e ainda os nordestinos como Bahia, Náutico, Fortaleza, Sport e Santa Cruz aparecem no cenário nacional.
As informações, que andavam como tartarugas nessa época, começam a aparecer, mas a cultura e a tradição já estavam formadas.

Há pelo menos 50 anos era assim e, como time costuma ser hereditário, até que as cidades do interior de Minas adotem Atlético e Cruzeiro, pode ser que leve mais 50 anos, ou pode ser, até mesmo, que nunca aconteça.

E assim acontece em muitas cidades do país, não só na minha região.

Concordam com essa teoria? Podem acrescentar mais informações?
 
Agora é com vocês!

Fui!

quarta-feira, 9 de abril de 2014

Que público é esse?

Fala galera! A final do Campeonato Carioca já começou. O primeiro jogo aconteceu no último domingo, no Maracanã, onde mais uma vez tivemos um público pífio, cerca de 20 mil pagantes e 26 mil presentes.

Por que as pessoas estão ficando afastadas do estadual mesmo em uma final? Uma final que já teve 150 mil no Maracanã. Todos falam no preço salgado do ingresso. Mas será ele o culpado? Mesmo em uma final de Estadual? Uma final entre Flamengo e Vasco deveria sim tem um publico grande, o clássico é digno disso.

Mas se fosse o antigo Maraca, com o ingresso mais barato a R$20,00, estaria lotado? Acho que sim, 20 Reais os cariocas pagam para ver esta final, mas 80 Reais não. Não pagam e não vão pagar, brasileiro ta acostumado a ver craques em campo, hoje nem Flamengo e nem Vasco tem craques, pelo contrário.

Um público que lá atrás tinha costume de ver Garrincha, depois veio Zico, Júnior, Assis, Rivelino, mais recente tinha Romário, Edmundo, Juninho Pernambucano, Djalminha, Sávio, Petkovic, entre outros diversos craques que passaram pelo gramado do Maraca.

A fase ruim de público do Campeonato Carioca não é só o preço do ingresso, e sim o preço dele junto ao nível de futebol que vamos assistir em campo.

Abraço.

Fui!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...